Na festa do Iraque, atentados matam 50

Dois atentados suicidas acabaram ontem, durante a comemoração pela classificação da seleção do Iraque à final da Copa da Ásia, com o raro momento de união dos iraquianos. Os ataques, com a marca dos sunitas, deixaram pelo menos 50 mortos e mais de 135 feridos.Cerca de 30 pessoas morreram e 75 ficaram feridas no primeiro atentado, às 18h30 locais. Um suicida lançou um carro-bomba contra uma multidão que festejava no bairro de maioria sunita de Al-Mansur, oeste de Bagdá. Um segundo carro-bomba explodiu cerca de uma hora depois no meio de dezenas de veículos com torcedores no distrito de Ghadeer. Nos carros havia sunitas, xiitas e cristãos - 20 pessoas morreram e ao menos 60 ficaram feridas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.