Na folga do Brasil 1, Bocheca vai velejar no Pré-Olímpico

O iatista André Fonseca, conhecido como Bochecha, ainda não teve tempo de sentir saudades do mar - aportou com a tripulação do veleiro Brasil 1, que faz a regata de volta ao mundo Volvo Ocean Race, sábado, no Rio. Mesmo assim, vai passar a sua semana de folga velejando, a partir desta quarta-feira na Pré-Olímpica de Santos, que vai até domingo e definirá a seleção permanente de vela para 2006.Bochecha e Samuel Albrecht, seu proeiro, querem a vaga na seleção na classe 49er. A Pré-Olímpica marca o início das preparações das equipes que representarão o Brasil nos mundiais de cada classe olímpica.Estarão em disputa sete classes olímpicas e cerca de 50 velejadores de todo o País - as regatas serão a partir das 13 horas, tendo como base o Iate Clube de Santos.Mais magro três quilos, após 20 dias no mar na última etapa da Volvo Ocean Race, Bochecha contou com a organização do seu proeiro para disputar a Pré-Olímpica, que também terá Robert Scheidt e Bruno Prada velejando por vaga na classe Star (os bicampeões olímpicos Torben Grael e Marcelo Ferreira estão fora da disputa esse ano).?Para nós, a vaga é importante porque poderemos usar o barco da federação que fica na base da Europa (Itália), disputar alguns campeonatos e o Mundial e contar com a ajuda de custo?, afirmou Bochecha, explicando porque decidiu velejar na sua folga, após a travessia de 12 mil quilômetros da Nova Zelândia ao Rio, na quarta etapa da Volvo Ocean Race.Terminada a Pré-Olímpica, Bochecha volta para o Rio para disputar a regata local da Volvo Ocean Race com o Brasil 1, no dia 25. ?Vamos fazer de tudo por um bom resultado, temos a vantagem de o Torben ter sido criado aqui (Baía de Guanabara), conhecer muito bem a raia de competição?, revelou.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.