Na Olimpíada, o atletismo tem 24 provas, para homens e mulheres, nas pistas e campos

Veja uma arte da distribuição das provas num estádio

Amanda Romanelli, O Estado de S. Paulo

27 de março de 2013 | 13h47

SÃO PAULO - Correr, saltar, lançar, arremessar, sempre mais rápido e mais longe do que o adversário. Os objetivos do atletismo são claros. Mas acompanhar uma competição nem sempre é tarefa tão fácil. Com exceção da maratona e, em alguns torneios, da marcha atlética, todas as outras 22 provas do atletismo são disputadas em um estádio, divididas entre eventos de pista e de campo. Nos principais campeonatos, são realizadas várias disputas ao mesmo tempo, o que requer atenção redobrada do torcedor.

Na pista de 400 metros ocorrem as disputas de curtas, médias e longas distâncias, individuais ou em revezamento, ultrapassando barreiras ou obstáculos. O campo, que ocupa a parte central da pista, é dividido por setores. Há o corredor de saltos horizontais (distância e triplo), a área para os saltos verticais (vara e altura), além da gaiola para lançamentos e arremessos.

Em algumas provas, os atletas precisam de implementos (como a vara, o disco, o dardo e o peso) para complementar seu desempenho. A tecnologia está presente no uniforme dos atletas – especialmente nas sapatilhas, cada qual para o tipo de prova a ser executada. O bloco de partida é o apoio dos velocistas, e conta com dispositivos eletrônicos capazes de detectar a saída falsa, ou seja, antes da autorização do árbitro por meio de um tiro. Caso isso ocorra, a exclusão do atleta que errou a largada é instantânea.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.