Na Suíça, Lula pode fazer campanha pelo Rio

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva poderá aproveitar sua passagem pela Suíça nesta semana para fazer campanha pela candidatura do Rio de Janeiro para sediar dos Jogos Olímpicos de 2012. Tanto que o governo está planejando uma visita do presidente e do ministro do Turismo, Walfrido Mares Guia, ao Comitê Olímpico Internacional (COI), que fica na cidade de Lausanne. A visita, que serviria para mostrar o interesse do governo pela candidatura do Rio, poderia ocorrer na sexta-feira, mas ainda depende de uma confirmação final.Há duas semanas, o Comitê Olímpico Brasileiro (COB) entregou ao COI os primeiros documentos da candidatura do Rio de Janeiro. As informações se referiam aos planos técnicos da cidade para o evento e incluiam cartas do presidente Lula e do prefeito do Rio, Cesar Maia, garantindo o apoio do governo ao evento. De forma concreta, essas cartas significam que se todos os patrocinadores desistirem de ajudar o Rio de Janeiro no evento, o governo federal e a prefeitura estarão dispostos a bancar a realização da Olimpíada.Segundo o COI, outras oito cidades desejam sediar os Jogos de 2012 (Paris, Leipzig, Nova Iorque, Moscou, Istambul, Havana, Londres e Madri) e também entregaram os seus documentos iniciais, o que marca a primeira fase do processo. Com base nessas informações, a entidade decidirá, no dia 18 de maio, qual delas poderá continuar na corrida. As cidades aceitas, então, poderão ser chamadas de "candidatas" e promoverem o evento no exterior. A decisão final sobre quem sediará os Jogos será tomada em Julho de 2005.Após o encontro no COI, possivelmente com o presidente da entidade, Jacques Rogge, Lula estará em Genebra para uma reunião com o presidente da França, Jacques Chirac, e com o secretário-geral da ONU, Kofi Annan.

Agencia Estado,

25 de janeiro de 2004 | 19h28

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.