Na torcida para Narciso dar certo

Sem saber o que fazer para substituir Felipão, presidente do Palmeiras vive a expectativa de o interino se sair bem

DANIEL BATISTA, O Estado de S.Paulo

15 de setembro de 2012 | 03h04

PALMEIRAS. LEIA MAIS

NOTÍCIAS DO CLUBE NO

estadao.com.br/e/palmeiras

Quando demitiu Luiz Felipe Scolari, o presidente Arnaldo Tirone não sabia que seria tão difícil encontrar um substituto. Vários nomes aparecem como especulações, mas o fato é que o dirigente está perdido, sem saber o que fazer. Por isso, a sua grande esperança é que o interino Narciso consiga colocar a equipe de volta aos trilhos. Técnico do Sub-20 do Palmeiras, Narciso comanda o time amanhã no clássico diante do Corinthians.

Aliados de Tirone pedem para o presidente ter calma para escolher o novo treinador. Um erro pode ser fatal e culminar com o rebaixamento para a Série B. E, para complicar, as opções no mercado não agradam tanto. "Para trazer um 'Zé Ninguém' é melhor deixar o Narciso. Por isso vamos torcer tanto para ele se dar bem no domingo (amanhã)", disse um conselheiro amigo de Tirone.

O presidente admite que está longe de ter um novo treinador, mas estuda nomes de quem está sem clube. "A maioria dos técnicos que o Palmeiras gosta está trabalhando. Estamos analisando, mas ainda não fizemos propostas a ninguém", disse Tirone. "Dependendo do que vai acontecer, ele pode ficar. Todos os técnicos têm de começar um dia."

Tudo vai depender do resultado de amanhã. Caso o Palmeiras vença bem o Corinthians, aumentam as chances de Narciso ser efetivado até o final do ano. A reação dos jogadores ao novo treinador também vai contar muito. Tirone torce para que Narciso consiga seguir o caminho de Jorginho.

Jorginho assumiu interinamente o cargo quando Vanderlei Luxemburgo foi demitido em 2009. Ficou sete jogos e teve cinco vitórias, um empate e uma derrota até a entrada de Muricy Ramalho. "O Jorginho seguiu caminho parecido. Vamos ver."

Tirone pensa em contratar um treinador (ou manter Narciso) só até o final do ano. Para janeiro, a conversa é outra. O clube vai passar por eleições e Tirone não sabe se vai ficar. "Se cair (para Série B), é difícil eu me reeleger", assumiu. Enquanto isso, Narciso sonha. "Tenho projeto de assumir um time profissional com 40 anos (ele tem 38). Mas, se a oportunidade for dada, vou agarrar com unhas e dentes."

Jorginho tenta sair do Bahia. O técnico conversou ontem com presidente do Bahia, Marcelo Guimarães. O dirigente disse a ele que poderia liberá-lo desde que viesse a público para dizer aos torcedores do Bahia que seu sonho é comandar o Palmeiras. Jorginho se recusou falar isso abertamente, pois teme uma reação da torcida baiana. Ontem, o supervisor de futebol do Palmeiras e fiel escudeiro de Felipão, Galeano, pediu demissão.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.