Na véspera de seu 250º GP, Pedrosa renova com a Honda por 2 temporadas

Um dos mais vitoriosos pilotos da motovelocidade, Dani Pedrosa vai realizar, no próximo domingo, na Itália, sua 250.ª prova na MotoGP, considerando também as duas categorias de acesso - 125cc e 250cc. Para comemorar, nesta segunda-feira a Honda anunciou que renovou o contrato do espanhol por mais duas temporadas.

Estadão Conteúdo

16 de maio de 2016 | 16h02

Bicampeão das 250cc em 2004 e 2005, Pedrosa, de 30 anos, está desde 2006 na principal categoria da motovelocidade, sempre pela Honda, equipe pela qual ele corre desde 2001. O espanhol foi quinto colocado em sua primeira temporada e, desde então, sempre ficou entre os quatro primeiros da classificação geral. Em nove anos, fez três vices, três terceiros lugares e três quarto lugares.

As especulações davam conta de que ele trocaria a Honda pela rival Yamaha a partir do ano que vem, para substituir Jorge Lorenzo, que já está fechado com a Ducati. Mas, de acordo com a imprensa espanhola, a Yamaha optou por contratar o também espanhol Maverick Viñales, de apenas 21 anos, quinto colocado na sua segunda temporada na MotoGP pela Susuki.

Aí, restou a Pedrosa seguir na Honda, onde tem Marc Márquez como companheiro. "Eu acho que é o melhor para mim continuar na equipe com a qual estou desde a primeira corrida. Estou feliz que as negociações foram rápida e agora eu posso ficar focado apenas em correr", disse Pedrosa. Ele é o quarto no campeonato, atrás de Lorenzo, Márquez e do italiano Valentino Rossi.

Tudo o que sabemos sobre:
ItáliaHondaYamahaValentino Rossi

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.