André Lessa/AE
André Lessa/AE

Na volta ao atletismo, Maurren vence prova em São Paulo

Depois de ficar mais de seis meses afastada, atleta leva a melhor em prova de salto em distância

AE, Agência Estado

23 de fevereiro de 2011 | 13h25

De volta às competições depois de ficar mais de seis meses afastada, Maurren Maggi venceu, na manhã desta quarta-feira, em São Paulo, a prova do salto em distância do Primeiro Festival de Velocidade, Saltos, Meio-Fundo e Fundo da Federação Paulista de Atletismo, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa. Ela garantiu a vitória ao marcar 6m32 em seu melhor salto, deixando para trás Kauiza Moreira Venâncio (6m20) e Anita Leal Souza (5m68), segunda e terceira colocadas, respectivamente.

Campeã olímpica do salto em distância em 2008, nos Jogos de Pequim, Maurren estava afastadas das pistas depois de amargar duas lesões seguidas. Primeiro, em julho, ela sofreu uma contusão na coxa e depois, em setembro, passou a reclamar de dores no quadril. Nesta quarta, ela festejou o fato de ter conseguido voltar às pistas em grande estilo.

"Primeiro, gostaria de agradecer a presença de todos aqui hoje (quarta), obrigada por virem aqui me acompanhar. Foi uma competição para eu realmente voltar a sentir o clima de competição, e assim podemos saber como estou. Tenho treinado muito forte, mas para saber como estou mesmo só na competição", afirmou Maurren Maggi, em declaração publicada pelo site oficial do São Paulo, clube que é defendido pela atleta.

 

Nesta quarta, Maurren executou quatro dos seis saltos que tentou, marcando 6m30, 6m32, 6m12 e 5m84 nas tentativas em que não pisou na linha limite para execução dos mesmos. "Errei na corrida para a marca, então isso será um aspecto que eu e o Nélio (Moura, técnico) vamos ver. Na minha prova, esses detalhes são muito importantes, então vamos prestar atenção a isso", destacou a saltadora.

 

Maurren usou a competição em São Paulo como início de sua preparação para a temporada de 2011, que começará a ter disputas de peso a partir de maio. As duas principais competições do ano, porém, virão um pouco depois e serão as seguintes: o Mundial de Daegu, na Coreia do Sul, em agosto, e os Jogos Pan-Americanos de Guadalajara, no México, em outubro.

 

"A competição agradou, mas fiquei muito cansada, pois só tinha duas rivais na prova. A partir de agora, o objetivo é ganhar confiança para competir cada vez melhor", disse. "Estou zerada nas lesões, dor sempre tenho quando o corpo esfria, mas na hora da prova estou 100%. Cansaço e esforço fazem parte da rotina de um atleta", acrescentou.

Tudo o que sabemos sobre:
atletismoMaurren MaggivoltaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.