Nadador australiano quebra recorde

Grant Hackett encerrou em grande estilo a participação australiana no Mundial de Natação de Fukuoka, Japão, ao quebrar, de forma expressiva, o recorde mundial nos 1.500 metros, livre. O nadador estabeleceu a marca de 14min34s56, sete segundos mais rápido que o recordista anterior, seu compatriota Kieren Perkins, que alcançou o feito em 1994."Pensava que não pudesse fazê-lo nem em um milhão de anos", vibrou Hacket.A Austrália foi a líder no quadro de medalhas do Mundial, sendo que só Ian Thorpe conquistou seis de ouro - um recorde individual. O Brasil não ganhou medalhas, mas teve como destaque duas mulheres: Nayara Ledoux (1500 metros livre) e Juliana Veloso (saltos ornamentais). Ambas conseguiram, pela primeira vez na história, chegar à final de um mundial.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.