Nadador austríaco fica soterrado em buraco na areia da praia

Enterrar o próprio corpo na areia é uma brincadeira divertida para muita gente que frequenta praias, mas um nadador adolescente da equipe olímpica austríaca acabou soterrado na Flórida.

REUTERS

10 de maio de 2011 | 16h07

Sessenta homens da equipe de resgate, incluindo especialistas em casos de deslizamentos de terra, precisaram de quase duas horas para retirar o jovem de 19 anos Jakub Maly. Eles usaram pranchas para segurar as laterais do buraco de dois metros que o austríaco cavou e que desmoronou quando ele pulou lá dentro.

Maly, que disputou os Jogos Olímpicos da Juventude no ano passado e está na atual equipe olímpica da Áustria, recebeu uma máscara de oxigênio para conseguir respirar durante o resgate, na tarde de domingo, em Pompano Beach, na Flórida.

Ele passou uma noite hospitalizado, antes de embarcar de volta para a Áustria, onde continuava em recuperação.

"Ele é um nadador olímpico, então acredito que ele cava buracos de tamanhos olímpicos", disse a porta-voz dos bombeiros de Pompano Beach, Sandra King, à Reuters nesta terça-feira. "Dava para colocar um carro lá dentro."

Maly e outros membros da equipe austríaca de natação estavam de folga no domingo, após um período de três semanas de treinos e competições. Ele cavou o buraco por diversão, e quando a areia desabou sobre sua cabeça, seus colegas de equipe abriram um buraco ao redor do pescoço dele para que pudesse respirar, mas não conseguiram tirá-lo de lá.

Depois que Maly foi resgatado, uma equipe de serviços públicos usou máquinas para tampar o buraco.

Tudo o que sabemos sobre:
NATACAOAUSTRIAENTERRADO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.