Nadador de 15 anos é 2º atleta russo a morrer na Bulgária em cinco dias

Maxim Maurer caiu de uma varanda na última quarta-feira

Estadão Conteúdo

10 de setembro de 2015 | 12h41

O esporte russo voltou a ser abalado com uma triste notícia nesta quinta-feira. A federação nacional de natação anunciou a morte do jovem nadador Maxim Maurer. A promessa de 15 anos estava na Bulgária para um período de treinamentos e não resistiu aos ferimentos após cair de uma varanda na última quarta.

Maurer conquistou recentemente uma medalha no campeonato nacional juvenil e era tratado como uma promessa da natação russa. Até por isso, estava na Bulgária realizando treinamentos com uma academia estatal de esportes do país.

A porta-voz da Federação Russa de Natação, Alexandra Nekrasova, confirmou a morte do garoto e completou dizendo que "toda a entidade está chocada". Maurer não resistiu aos ferimentos da queda de uma varanda, mas a federação aguarda a investigação da polícia para determinar o motivo da queda.

Foi uma infeliz coincidência para o esporte russo, que perdeu no último domingo um atleta do polo aquático também na Bulgária. Vladislav Timakov, de 22 anos, treinava no país durante a pré-temporada do seu clube, Sintez Kazan, quando começou a se afogar. Ele morreu a caminho do hospital, provavelmente de ataque cardíaco.

Tudo o que sabemos sobre:
nataçãoRússiamorte

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.