Marwan Naamani/AFP
Marwan Naamani/AFP

Nadador de 26 anos morre após se sentir mal durante treino nos Estados Unidos

Kenneth To passava por três meses de intercâmbio na Universidade da Flórida

Redação, Estadão Conteúdo

19 de março de 2019 | 10h06

O nadador Kenneth To, natural de Hong Kong, mas que até 2016 competiu pela Austrália e foi medalhista de prata no Mundial de 2013, morreu nesta terça-feira, aos 26 anos, depois de ter-se sentido mal durante um treinamento na Gators Swim Club, na cidade de Gainesville, no estado da Florida, nos Estados Unidos. A causa da morte não foi imediatamente divulgada.

"(To) Sentiu-se mal em um treino e foi levado para o hospital, onde, infelizmente, faleceu", informou o Instituto dos Esportes de Hong Kong, de onde o nadador era natural e que foi autorizado a representar nos Jogos Olímpicos de Tóquio-2020, no Japão, para os quais estava se preparando. "Ele era uma pessoa muito carinhosa e amigo de todos", disse o comunicado distribuído pela entidade.

Kenneth To passava por três meses de intercâmbio na Universidade da Flórida. Ele tem como principais conquistas a medalha de ouro no revezamento 4x100 metros nos Jogos da Commonwealth, em 2014, além da prata no Mundial no 4x100 metros medley em 2013, pela Austrália, onde cresceu.

Em 2016, o nadador voltou a competir por Hong Kong. Ainda garoto, em 2010, conquistou seis medalhas pela Austrália nas Olimpíadas da Juventude, em Cingapura, incluindo o ouro no 4x100 metros medley.

A Federação Internacional de Natação (Fina, na sigla em inglês) expressou um profundo pesar com a morte de Kenneth To. "Dono de recordes nacionais de Hong Kong, Kenneth To era uma referência e um exemplo para os jovens de seu país", afirmou a entidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.