Satiro Sodré/Cbda
Satiro Sodré/Cbda

Nadadora Ana Marcela Cunha disputa eleição para comissão de atletas da Fina

Campeão olímpica nos Jogos de Tóquio disputa um dos 20 lugares em grupo que busca atender as demandas dos atletas junto à entidade máxima da natação

Redação, Estadão Conteúdo

07 de junho de 2022 | 21h13

Campeã olímpica nos Jogos de Tóquio, no ano passado, a nadadora Ana Marcela Cunha vai concorrer a uma vaga na Comissão de Atletas da Federação Internacional de Natação (Fina), informou a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA), nesta terça-feira.

A especialista em maratonas aquáticas será um dos 29 candidatos à 20 vagas na comissão que representa a visão e demanda dos atletas junto à federação responsável pelos esportes aquáticos. Os novos integrantes do grupo serão conhecidos no dia 29 deste mês, em cerimônia realizada durante a disputa do Mundial de Budapeste, na Hungria.

Os atletas poderão eleger seus representantes na natação entre os dias 16 e 25 deste mês. A votação para as demais modalidades que estão sob a gestão da Fina vão acontecer no período entre 16 e 28. A exceção será o High Diving, que não será disputado desta vez no Mundial. Assim, os saltadores que participaram da disputa no Mundial de Gwangju, na Coreia do Sul, em 2019, vão enviar seus votos por correio.

Nesta edição, o Mundial terá as disputas de natação, águas abertas (novo nome das maratonas aquáticas), saltos ornamentais, polo aquático e nado artístico. O evento em Budapeste será realizado entre 18 de junho e 3 de julho. Estão aptos a votar todos os atletas que estiveram na grande competição.

Ana Marcela Cunha é considerada por muitos especialistas como a melhor nadadora de águas abertas da história. Isso porque ela já foi eleita a melhor do mundo por sete vezes. Em Tóquio, confirmou o favoritismo com a medalha de ouro, após acumular diversas conquistas nos Mundiais e etapas da Copa do Mundo. Na capital da Hungria, ela vai competir nas provas de 5km, 10km e 25km.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.