Nadal e Federer caem e facilitam para Djokovic

Espanhol e suíço perdem cedo no Masters de Cincinnati e sérvio fica cada vez mais tranquilo no topo do ranking

, O Estado de S.Paulo

20 de agosto de 2011 | 00h00

Novak Djokovic parece que não vai precisar se preocupar em manter a posição de número 1 do mundo. Rafael Nadal e Roger Federer, os únicos que poderiam ameaçá-lo nesta temporada, estão em má fase. Ontem, os dois, donos de 26 títulos de Grand Slam (o espanhol tem 10 e o suíço, 16) perderam nas quartas de final do Masters de Cincinnati.

O espanhol sentiu o baque de perder Wimbledon e a liderança do ranking para Djokovic. Tem se apresentado muito abaixo do nível normal. Em Cincinnati, ainda foi prejudicado por uma queimadura nos dedos da mão direita. O golpe de revés, que já era seu ponto fraco, piorou - canhoto, precisa usar as duas mãos para bater no lado direito.

Nadal foi derrotado por um "convidado" recente no grupo dos 10 melhores do mundo. Mardy Fish, aos 29 anos, faz a melhor temporada da carreira e bateu o espanhol pela primeira vez, na quadra rápida de Cincinnati, por 6/3 e 6/4.

"O erro não foi perder aqui, mas sim na semana passada", disse Nadal, que ainda não perdoou o garçom que deixou de avisá-lo de um prato quente demais e reconhece a má fase. Foi derrotado por Ivan Dodig em Montreal.

O público americano esperava mais de Federer ontem. O suíço havia feito uma trajetória irretocável até as quartas (bateu Juan Martin Del Potro e James Blake) e parecia estar próximo do alto padrão que estabeleceu. Mas não conseguiu oferecer alternativas ao jogo de Tomas Berdych.

O checo já havia vencido Federer uma vez, em Wimbledon, no ano passado, mas a vitória de ontem foi ainda mais chocante. Berdych passou pelo suíço em dois sets: 6/2 e 7/6 (7/3).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.