Nadal não acredita que exista corrupção

O espanhol Rafael Nadal, número 2 do mundo, disse não ter visto nenhuma evidência que sustente as alegações do britânico Andy Murray de que a corrupção é reinante no esporte. Autoridades do tênis se reunirão hoje em Londres para discutir um documento com 150 partidas suspeitas de manipulação de apostas.

O Estadao de S.Paulo

12 de outubro de 2007 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.