Nadal reage a suspeita de doping no Aberto de Wimbledon

Rei do saibro, com 60 vitórias consecutivas na superfície completadas com o bicampeonato de Roland Garros, Rafael Nadal faz agora uma campanha brilhante também na traiçoeira grama do All England Club. Ao derrotar Irakli Labadze, por 6/3, 7/6 (4) e 6/3, ganhou vaga nas quartas de final de Wimbledon, tornando-se o 4º. espanhol na história a ir tão longe no Grand Slam inglês.Só que o seu incrível desempenho, seja onde for, está causando suspeitas. E como já havia acontecido em Paris, agora em Londres voltou-se a especular pelo uso de doping de Nadal. Segundo voltou a publicar um jornal francês, três tenistas espanhóis, Nadal, Alex Corretja e Juan Carlos Ferrero, estariam envolvidos no mesmo escândalo dos ciclistas na Volta da França, com doping sanguíneo. Irritado com o assunto, Nadal reagiu às acusações com veemência.?Vou falar em espanhol para evitar dúvidas?, avisou o tenista espanhol, com conhecidas dificuldades para expressar-se em inglês. ?Nunca tomei nada em toda minha vida e jamais irei. Essas pessoas que mentem não são boas e já conversei com meu agente e estamos consultado advogados para entrar com ação.?O assunto delicado causou tensão na entrevista. A ponto de o intérprete, um diretor da ATP, conhecido por bajular jogadores, tomar a iniciativa de impedir que Nadal fizesse maiores comentários. Em clima nada agradável, o tenista espanhol reagiu com ironia, quando perguntaram sobre a punição por exceder-se no tempo de intervalo entre os pontos, na partida diante de Andre Agassi. ?O Agassi é rápido, não... Ele joga muito rápido e eu jogo no meu ritmo normal.?

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.