''Não dá pra vacilar num jogo desses'', avisa técnico

Luxemburgo faz mistérios quanto à formação do time, mas, pela liderança, não deve poupar nenhum titular

, O Estadao de S.Paulo

28 de março de 2009 | 00h00

A primeira meta já foi atingida. Classificação garantida para a semifinal do Campeonato Paulista. Agora, o Palmeiras tenta hoje confirmar a primeira colocação na fase classificatória. Vanderlei Luxemburgo faz mistério quanto à escalação e, no último treino, ontem, fechou os portões da Academia para a imprensa. Trabalho repleto de suspense. Ele não diz quem vai jogar, quem será o substituto do suspenso Diego Souza, se vai entrar com dois ou três zagueiros. Uma coisa ele sabe, porém: mesmo com a vaga garantida, o time não pode bobear contra o São Paulo."Sempre existe a rivalidade. Não dá pra vacilar nunca num jogo desses", alertou o comandante. "Depois somos cobrados", avisou. Garantir o triunfo hoje dará tranquilidade para Luxemburgo pensar melhor no confronto da Libertadores, no dia 8. "Já estamos trabalhando para o jogo contra o Sport."O treinador usa todas as suas armas para tentar surpreender o São Paulo. Mas treino secreto ganha jogo? "Ajuda a ganhar, senão eu nem fazia. Não sou idiota."Luxemburgo, porém, admite que é difícil algum treinador ser surpreendido nos dias atuais. "Eu já sei quais são as opções do São Paulo, como ele joga", afirmou. "E sei quem o Muricy (Ramalho) pode colocar no lugar do Borges (que é dúvida): tem o Dagoberto ou o Hugo", exemplificou o palmeirense.O suspense de Luxemburgo ganha força na formação da equipe. Se optar por três zagueiros, como é o mais provável e foi utilizado na vitória sobre o Bragantino por 2 a 1, o técnico deve escalar Sandro Silva na direita. "Agora, com dois zagueiros pode ser o Wendel", despistou.No lugar de Diego Souza, Evandro é o favorito para ficar com a vaga. Desde que Luxemburgo não prefira uma formação mais defensiva - neste caso, Jumar ganha força para ser o titular.O ataque ofensivo é o único que não deve sofrer alteração, com Willians e Keirrison. Cleiton Xavier, que saiu do último jogo com dores no pé direito, está liberado para pegar o rival.Caso ganhe hoje, o Palmeiras pode enfrentar o São Paulo na semifinal. Luxemburgo não está preocupado. "Não temos de escolher o adversário", disse. "E no ano passado já ganhamos deles", lembrou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.