'Não sei explicar a felicidade', diz Victor Andrade

O atacante Victor Andrade entrou aos 38 minutos do segundo tempo, quando a partida estava

O Estado de S.Paulo

13 de setembro de 2012 | 03h01

0 a 0 e a torcida começava a vaiar a equipe. Em um de seus primeiros lances, abriu o placar. "É uma felicidade que não consigo explicar. Fiz muitas orações pedindo que eu pudesse ajudar o Santos e isso aconteceu", diz o garoto de 16 anos. "Só tenho de agradecer a todos que acreditaram em mim e ao Bruno Peres", que deu belo passe.

O atacante Vágner Love que havia acertado a trave um minuto antes lamentou a crise rubro-negra. "Jogamos bem, tivemos chance, mas não podemos nos abater com a posição na tabela."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.