''Não será apenas com estrelas que o Real ganhará títulos''

Daniel Alves: jogador do Barcelona; lateral brasileiro, que hoje disputa a taça da Supercopa Espanhola, diz que rival precisa formar um grupo para bater seu time

Entrevista com

Jamil Chade, GENEBRA, O Estadao de S.Paulo

16 de agosto de 2009 | 00h00

Às vésperas do início da temporada na Espanha, um dos astros do Barcelona, o brasileiro Daniel Alves, manda seu recado ao Real Madrid: a presença de várias estrelas não garantirá títulos. O lateral aponta que o time de Cristiano Ronaldo e Kaká terá de formar um grupo se quiser ser competitivo. Hoje, o jogador e o Barcelona disputam o primeiro título da temporada: a final da Supercopa, contra o Athletic de Bilbao. Em 2009, o Barcelona ganhou tudo o que disputou. "Será uma temporada mais difícil que a do ano passado, afinal todos vão querer nos derrotar." Em entrevista ao Estado, o atleta que iniciou sua carreira no Juazeiro (BA) e hoje é titular em um dos melhores times do mundo também fala do jogo da seleção contra a Argentina, dia 5 de setembro, em Rosario. E manda recado: o Brasil fará sua parte para tirar a Argentina da Copa do Mundo de 2010. Hoje o Barcelona inicia a temporada com a disputa de um título, o da Supercopa. Em 2009, vocês venceram tudo. Como é que o time vai enfrentar a nova temporada?Teremos de manter a vontade de ganhar. Esse é o segredo. Todos vão querer nos tirar o título e nos superar. Por isso, a temporada será mais difícil que a anterior. Muitas equipes já sabem como jogamos e vêm se preparando para nos enfrentar. O jogo de hoje será o início de mais uma caminhada e será importante vencer para já começarmos bem. O Real gastou mais de US$ 200 milhões em contratações para montar um time para desafiar o Barça. Como vê a volta dos galácticos?É normal que eles tenham feito contratações. Os clubes se reforçaram para tomar o nosso lugar e por isso é que teremos de trabalhar o dobro. No caso do Real, as contratações foram feitas porque eles não ganham um campeonato há algum tempo e precisam dar uma resposta.O que o Barcelona tem hoje que o Real Madrid não tem?Um grupo. Não será apenas com estrelas que eles ganharão títulos. O Real ainda não tem um grupo. Nós certamente também temos estrelas. Mas temos um grupo. Mas não há o risco de que o Barcelona se transforme em uma equipe de astros e que perca o espírito de grupo?O segredo nesse caso é manter a humildade e o compromisso de sempre ajudar os companheiros, dar aquela corrida a mais para ajudar. Se não perdermos isso, teremos boas chances de continuar vencendo.No Barcelona, você é titular absoluto. Mas na seleção ainda é reserva. Você tem uma explicação para isso?Não me queixo. É um sonho para mim estar na seleção e há muita gente boa lá. Quero ser útil para o Dunga. Você jogaria como lateral-esquerdo se Dunga pedir?Certamente.No Barcelona, joga ao lado do Messi. Mas em setembro estarão em lados opostos. O que fazer para vencer a Argentina?A receita é jogar bola. Não poderemos entrar na catimba deles e levar o jogo na força. Toda a pressão estará com eles. Se perdermos, não ocorrerá nada em termos de possibilidades de classificação para a Copa. Maradona disse que uma Copa sem a Argentina não teria cor. Acredita que há o risco de os argentinos não se classificarem?Faremos nossa parte para contribuir com isso. Vamos fazer o que estiver em nossso alcance para colocá-los ainda mais longe e, se tivermos a chance, vamos colaborar para que não se classifiquem. Tenho certeza de que, se fosse o contrário, fariam o mesmo conosco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.