?Não vejo a hora de voltar", diz Daiane

Daiane dos Santos voltou ao topo do pódio. Depois do quinto lugar na prova de solo da Olimpíada de Atenas e do bronze na etapa de Ghent (Bélgica) da Copa do Mundo, a ginasta gaúcha conseguiu fazer uma apresentação quase impecável na grande final da Copa, neste domingo, na cidade inglesa de Birmingham. Não só conquistou um ouro inédito como desbancou a campeã olímpica Catalina Ponor, da Romênia. "Estou muito feliz pela apresentação e estou louca de saudade do Brasil, não vejo a hora de voltar para casa", disse Daiane, que não confirma se passará por nova cirurgia no joelho esquerdo em 2005. "Nada disso. Não conversei com o médico. Ainda vamos ver o que deve ser feito", assinalou.Daiane foi a última atleta a pisar no tablado. Sua missão parecia difícil, já que Ponor havia se apresentado antes com a nota de 9,625. Mas a brasileira, com uma série forte e exercícios cravados, encantou a torcida inglesa e recebeu 9,712 pontos. O bronze foi para a chinesa Fei Cheng. Daniele Hypólito acabou na sexta posição.Segundo Daiane, este ouro serve para retomar a confiança. "Esse resultado mostra que sem trabalho não se conquista nada. Em Atenas faltou trabalho da minha parte por causa de dores no joelho. Mas para a final da Copa do Mundo fizemos um trabalho forte e conseguimos. Estou muito feliz." "Venho treinando há muito tempo para isso. A família da ginástica brasileira vai ter um grande Natal, pois além do meu resultado, temos de comemorar o ouro do Diego Hypólito no sábado (ouro no solo) e a boa performance da Daniele (Hypólito). Duas medalhas de ouro na prova de solo mostram que o Brasil evoluiu muito na ginástica artística", declarou a ginasta.Férias - Daiane deve desembarcar no Brasil terça-feira, já de férias. "Quero ficar um tempo com a família, os amigos e descansar bastante. Ainda não vi o calendário do ano que vem. Vamos aguardar para saber quando volto aos treinos", assinalou.Catalina Ponor ainda conquistou o ouro na trave de equilíbrio. Nesta prova, que é a especialidade de Daniele Hypólito, a brasileira não conseguiu fazer uma boa apresentação e ficou em sétimo lugar. Diego Hypólito, depois da medalha de ouro no solo, terminou bem sua participação neste domingo, com um quarto lugar no salto sobre cavalo. O ginasta só disputou a prova por causa da desistência de um adversário.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.