Napoli deixa a Juventus se distanciar

O ataque do Napoli está fraquejando num momento crucial da temporada. Ontem o time amargou seu segundo empate seguido sem gols, e fechou a 26ª rodada do Campeonato Italiano a seis pontos da líder Juventus (58 a 52). E a queda de rendimento do setor ofensivo colaborou muito para a equipe ser eliminada da Liga Europa pelo Viktoria Plzen.

UDINE, O Estado de S.Paulo

26 de fevereiro de 2013 | 02h09

Depois de ficar no 0 a 0 em casa com a Sampdoria, num dia em que a vitória o deixaria a dois pontos da Juve, ontem a equipe empacou diante da Udinese.

E não foi por falta de chances que o Napoli deixou de ganhar. Cavani, Hamsik e Insigne tiveram oportunidades claras para marcar, mas falharam nas finalizações. O melhor jogador do time foi o lateral-esquerdo Armero, que causou muitos problemas ao seu ex-time com suas jogadas em velocidade e fez vários cruzamentos perigosos.

O técnico Walter Mazzarri gostou de seu time, mas não da atuação do árbitro. "Teríamos vencido se ele tivesse dado os dois pênaltis que deixou de marcar para nós."

A chance de voltar a encostar na líder será sexta-feira, quando o Napoli receberá a Juventus. "É um jogo fundamental para nós", disse o treinador.

Em Roma, a Lazio derrotou o Pescara por 2 a 0 e reassumiu o terceiro lugar. A equipe chegou aos 47 pontos, deixando para trás Milan (45) e Inter (44).

Os dois gols saíram no primeiro tempo, e ambos foram muito bonitos. No primeiro, o lateral Radu bateu de fora da área e mandou a bola na gaveta. No segundo, o atacante Lulic chutou forte, a bola tocou no travessão e entrou.

A rodada terminará hoje com o jogo entre Bologna e Fiorentina, que não pôde ser disputado sábado porque havia muita neve sobre o gramado do estádio Renato Dall'Ara.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.