Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Natação brasileira ganha novo velocista

César Augusto Cielo Filho tem apenas 17 anos, mas é um velocista do estilo livre - nada os 50 e 100 metros, provas que consagraram Gustavo Borges e Fernando Scherer, o Xuxa - no qual a Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos decidiu investir.Com a aposentadoria de Gustavo Borges após a Olimpíada de Atenas, e pelo fato de os novos nomes de destaque, como Joanna Maranhão e Thiago Pereira, serem nadadores do estilo medley, a natação brasileira está carente de um velocista de destaque. E a aposta está com César Cielo, um garoto de Piracicaba, interior de São Paulo, que foi ao Mundial de Indianápolis, de piscina curta (25 metros), mesmo sem índice."O Coaracy (Coaracy Nunes, presidente da CBDA) me ligou pedindo para levar o César para o Mundial. Tem de trazer esse menino", explicou o técnico Alberto Silva, o Albertinho, o último treinador de Gustavo Borges, que também treina Cielo, no Pinheiros. "Ele foi um dos poucos nadadores brasileiros que teve o privilégio de treinar, todos os dias, durante duas temporadas, com o Gustavo, que passou a maior parte de sua carreira nos Estados Unidos, mas estava nadando pelo Pinheiros nos últimos anos.César, inclusive, ganhou, durante o Troféu José Finkel, em setembro, de presente de Gustavo Borges a calça (maiô) com a qual nadou os Jogos de Atenas. "Ele foi para Santos apenas para entregar a calça ao César Cielo e dar boa sorte antes do Mundial", contou Albertinho.César Cielo começou a nadar no Esporte Clube Barbarense, de Santa Bárbara D?Oeste, onde ficou dos 8 aos 12 anos. Ainda treinou no Clube de Campo de Piracicaba, antes de ir para o Pinheiros, desde o ano passado. Em São Paulo, César mora com outro nadador da jovem geração, Guilherme Guido.Em piscina longa, desde 2000, quando nadou o primeiro Brasileiro, ficando em quinto lugar e obtendo o tempo de 1m00s91 nos 100 metros livre, César Cielo vem apresentando um grande desenvolvimento. Este ano, nadou a mesma distância em 51s45, batendo o recorde júnior I no Brasileiro.O Mundial de Indianápolis é sua quarta competição internacional. No Troféu José Finkel, foi quarto nos 50 metros livre, com 22s27 (o índice era de 21s96) e vice-campeão nos 100 metros livre, atrás de Jader Souza, com 48s84 (o índice era de 48s28). Ao passar à final da prova em Indianápolis, fez 48s29. "A natação brasileira está num bom caminho com meninos como o César, o Lucas Salatta e o Guilhermo Guido, além de nomes que apesar de jovens já estão consolidados, como a Joanna Maranhão e o Thiago Pereira", afirmou Albertinho, dizendo que esses garotos têm de tomar cuidado e analisar bem convites de universidade americanas. "Em certas equipes eles serão apenas mais um. Mesmo jovens como o Thiago só devem sair se naquele clube, naquela universidade, houver um programa de treinamento adequado para eles, específico para eles."

Agencia Estado,

12 de outubro de 2004 | 10h37

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.