Natação brasileira pode trazer medalha na manhã desta terça

Nadadores brasileiros têm grandes chances; tae kwon do também pode trazer alegria no começo do dia

16 de julho de 2007 | 23h30

A manhã desta terça-feira começa agitada, com a estréia do Brasil no vôlei de praia masculino e grandes chances de medalha nas finais da natação. O Brasil disputa ainda três finais no remo: single skiff, com Marcelus Marcili às 9h30, dois sem timoneiro, com Anderson Nocetti e Allan Bittencourt às 9h40 e double skiff peso leve masculino, com Thiago Gomes e José Carlos Sobral Júnior às 9h45.   Confira o quadro de medalhas do Pan 2007 Conheça os detalhes das modalidades em disputa Atuais campeões olímpicos, mundiais e brasileiros, Ricardo e Emanuel jogarão contra os colombianos Rafael Uribe e Diego Barbosa, às 9 horas, na Arena do Leme. Assim como no feminino, com Juliana e Larissa, a dupla é favorita para levar a medalha de ouro, por não ter nenhum oponente do mesmo nível técnico na disputa. A dupla chega ao Pan sem conhecer os adversários. "Somente conhecemos Cuba e Venezuela porque eles atuam no circuito mundial. As outras duplas nunca ouvimos falar", disse Emanuel. "Mas precisamos é jogar bem, fazer o que sabemos, sem nos importarmos com quem está do outro lado."  Às 10 horas, as nadadores brasileiros Joanna Maranhão, Larissa Cieslak, Thiago Pereira e Diogo Yabe disputam as finais da categoria 400 metros medley feminino e masculino. Manuela Lyrio e Monique Ferreira buscam medalhas para o Brasil nos 400m livre. Os brasileiros também disputam a prova dos 4x200m livre. No mesmo horário, a dupla masculina brasileira de badminton, formada por Guilherme Kumasaka e Guilherme Pardo, disputa as semifinais contra os norte-americanos Bob Malaythong e Howard Bach. Como não há disputa pela terceira posição nesta modalidade, os brasileiros já garantiram pelo menos a medalha de bronze, a primeiro do Brasil no esporte.  A seleção de beisebol entra em campo também às 10 horas, e precisa vencer os norte-americanos para se classificar à próxima fase e continuar na briga por medalhas, o Brasil precisa vencer os EUA, que vieram ao Rio com uma equipe universitária. Às 11 horas, os brasileiros competem na categoria bala rifle pronado, no tiro masculino. Ginástica À tarde é a vez dos atletas da ginástica brigarem pela medalha nas provas individuais por aparelhos. A partir das 13 horas, os brasileiros participam de seis finais e as atletas de quatro. Após a saída de Daiane dos Santos da competição, devido a uma contusão no tornozelo, Diego Hipólyto é a grande esperança do Brasil, e pode levar uma medalha no solo. Também às 13 horas serão disputadas as medalhas do ciclismo de pista, na categoria 4000 perseguição masculino. Às 14 horas é a vez do levantamento de peso feminino, na categoria até 69 kg. A modalidade ainda terá mais duas disputas nesta terça, nas categorias até 94 kg masculino e até 75 kg feminino, às 16 horas e 18 horas, respectivamente. A estrela do tae kwon do feminino, Natália Falavigna, campeã mundial em 2005, entra no tatame na categoria acima de 67 quilos às 15 horas. Leonardo Santos representará o Brasil no masculino acima de 80 quilos, que será disputado na mesma hora. Às 16 horas será a vez das meninas do handebol entrarem na quadra para confirmar a vaga na semifinal do Pan e seguir favorita à conquista do ouro. A disputa desta terça será o desafio mais difícil da primeira fase: a equipe de Cuba.  Depois de enfrentar as frágeis equipes de México e Canadá, as brasileiras terão pela frente um adversário que tem como maior característica a força física. "Há dois anos não jogamos com Cuba, mas são atletas muito aguerridas, fazem jogo duro", garante a pivô Juceli. Esgrima Às 17 horas acontecem as disputas da esgrima feminina, na categoria espadas individuais, e o jogo de hóquei sobre grama feminino contra o Chile. Após perder o jogo contra a Argentina no domingo, por 21 a 0, a seleção brasileira também não deve ter chances contra as chilenas. A equipe do pólo aquático feminino enfrenta da modalidade contra as favoritas norte-americanas às 18 horas. Após uma vitória apertada em cima de Porto Rico, por 7 a 6, o Brasil soma duas vitórias e uma derrota, mantendo-se na disputa por uma vaga à semifinal.  Para fechar o dia, a dupla Juliana e Larissa, do vôlei de praia, jogam contra as porto-riquenhas Ana Negron e Yamileska Yantin. Favoritas ao ouro, as brasileiras são tecnicamente melhores que as porto-riquenhas, que foram derrotadas na primeira rodada pela dupla de El Salvador. "Não sabemos nada desta dupla, mas é entrar com o mesmo espírito e garra", frisou Larissa. "Quem vai tornar o jogo fácil ou não, somos nós."

Tudo o que sabemos sobre:
Pan 2007

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.