Natação: brasileiros tentam índice

A 41ª edição do Troféu Brasil - que começa nesta quarta-feira, no Parque Júlio Delamare, Maracanã - será a última oportunidade para os nadadores brasileiros obterem o índice para o Mundial de Natação, em Fukuoka, no Japão. Somente seis competidores já asseguraram presença no Mundial até o momento: Flávia Delaroli, Monique Ferreira, Alexandre Massura e Nicholas dos Santos, do Flamengo; Nayara Ribeiro, do Iate Clube da Bahia; e Rogério Romero, do Minas Tênis Clube.Em busca da marca necessária, os nadadores olímpicos Edvaldo Valério, Gustavo Borges, Carlos Jayme e Fabíola Molina disputam as provas eliminatórias de 200m nado livre masculino e 50m nado costas feminino.Outras eliminatórias previstas para esta quarta-feira, com a disputa da final na quinta-feira, são: as provas femininas e masculinas dos 400m medley, 200m peito, 100m borboleta, 50m costas e o revezamento 4x50m livre. Apesar da crise financeira, o Vasco, que tenta o tricampeonato, é o clube que tem o maior número de nadadores inscritos, 91 no total.Em seguida, estão Flamengo e Minas Tênis, com 69 e 46 integrantes, respectivamente. Na história da competição, o Rubro-Negro foi quem conquistou o maior número de vitórias, 11. Em segundo, está o Minas Tênis com sete títulos.Os portugueses Nuno Laurentino, que disputou os Jogos Olímpicos de Atlanta (1996) e Sydney( 2000), e Ana Rita Catarino, recordista nacional nas provas de 50, 100 e 200m costas; 50 e 100m borboleta e 200m medley, do Vasco; além dos ucranianos Volodymyr Nikolaychuk, semifinalista na Austrália, nos 200m costas, e Vycheslav Kovalevych, do Minas Tênis, são as estrelas internacionais da competição.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.