Natação teve oitos recordes mundiais

O torneio olímpico de natação dos Jogos de Atenas, encerrado no sábado, proporcionou a quebra de 8 recordes mundiais, 30 olímpicos, 4 europeus, 13 africanos, 7 asiáticos, 9 norte-americanos e 6 sul-americanos.As novas marcas mundiais estabelecidas foram: mulheres - 100m livre, Jodie Henry (AUS), 53s52 (anterior, 53s66, Lisbeth Lenton, AUS); Revezamento 4x100m livre, Austrália, 3m35s94 (anterior, 3m36s00, Alemanha); 4x200m livre, EUA, 7m53s42 (anterior, 7m55s47, República Democrática da Alemanha). 4x100m medley, Austrália, 3m57s32 (anterior, 3m58s30, EUA); homens - 400m medley, Michael Phelps (EUA), 4m08s26 (anterior, 4m08s41, Michael Phelps, EUA); 100m costas, Aaron Peirsol (EUA), 53s45 (anterior, 53s60, Lenny Krayzelburg, EUA); Revezamento4x100m livre, África do Sul 3m13s17 (anterior, 3m13s67; Revezamento 4x100m medley, EUA, 3m30s68 (anterior, EUA, 3m31s54)Os seis recordes sul-americanos estabelecidos pelos brasileiros em Atenas vieram com Joanna Maranhão nos 200m medley (2m15s43 na semifinal); Eduardo Fischer nos 100m peito (1min01s84 na eliminatória); Gabriel Mangabeira nos 100m borboleta (52s33 na semifinal); Rebeca Gusmão, Tatiana Lemos, Renata Burgos e Flávia Delaroli no 4x100m livre (3min45s38 na eliminatória); Joanna Maranhão, Monique Ferreira, Mariana Brochado e Paula Baracho no 4x200m livre (8min05s29 na final); e Rodrigo Castro, Bruno Bonfim, Carlos Jayme e Rafael Mósca no 4x200m livre (7min22s70 na eliminatória).

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.