Satiro Sodré/Cbda
Satiro Sodré/Cbda

Natação volta com Troféu Brasil, premiação em dinheiro e ausência do Pinheiros

Primeira e única grande competição da natação brasileira em 2020 terá início nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro

Felipe Rosa Mendes, O Estado de S.Paulo

09 de dezembro de 2020 | 05h00

A primeira e única grande competição da natação brasileira em 2020 terá início nesta quarta-feira, no Rio de Janeiro. Seguindo protocolos contra a covid-19, o Troféu Brasil terá nadadores como Bruno Fratus, premiação em dinheiro e a importante ausência do Pinheiros, um dos principais clubes do País. A competição ainda contará com uma tomada de tempo à distância para compor a seleção brasileira.

Inicialmente, o Troféu Brasil estava marcado para abril. Mas, em razão da pandemia do novo coronavírus, precisou ter sua data alterada. Tornou-se, assim, a única grande competição nacional a ser disputada totalmente de forma presencial ainda neste ano. A disputas vão até sábado na piscina do Club de Regatas Vasco da Gama.

A mudança não aconteceu somente nas datas. O formato também foi afetado pela covid-19. Neste ano, o número de inscritos foi reduzido e somente 289 nadadores vão competir. No total, serão apenas 350 pessoas envolvidas em toda a competição.  

Uma das exigências aos atletas é apresentar um exame PCR negativo ou teste sorológico reagente (IgG+) 72 horas antes da viagem para a competição. A Confederação Brasileira de Desportos Aquáticos (CBDA) orienta aos atletas para "saírem de casa somente para treinar" após os testes. A entidade diz ainda que o nadador só deve "se deslocar do hotel para a piscina e da piscina ao hotel".

A organização do Troféu Brasil só permitirá no local atletas com provas a serem disputadas no dia específico. Por isso, na entrada haverá a checagem da temperatura e também do nome do atleta quanto ao balizamento do dia. Além disso, o uso de máscara será obrigatório no local.

"Fizemos um protocolo muito seguro que visa a saúde e segurança dos atletas e comissão técnica. Todos que vão para o Rio de Janeiro devem apresentar um teste negativo e, chegando lá, tanto nos hotéis, como no local da competição teremos todos os cuidados de higiene e distanciamento social. Inclusive separando horários de entrada de atletas que competirão na etapa daqueles que irão apenas treinar", diz Rodrigo Brochetto, médico da CBDA.

A pandemia também exigiu uma mudança no regulamento. E vai permitir que atletas, que prefiram evitar o risco da viagem até o Rio, façam a tomada de tempo em suas federações. Se respeitadas algumas regras, estes tempos vão valer para a disputa da vaga na seleção brasileira que vai disputar o Campeonato Sul-Americano de Buenos Aires, na Argentina, em 2021. A equipe nacional será formada no Troféu Brasil e terá somente atletas com menos de 20 anos. Estas tomadas podem valer ainda para o histórico e para o ranking do nadador.

"Estamos muito felizes com o retorno das competições presenciais, depois de tanto tempo com restrições em razão da covid-19. A expectativa é muito boa. Os atletas conseguiram voltar aos treinos há alguns meses e estão ansiosos para competir. Com certeza eles estão muito motivados para o Troféu Brasil", afirma o diretor de natação da CBDA, Eduardo Fischer.

PREMIAÇÃO INOVADORA

Neste ano, o Troféu Brasil vai oferecer premiação em dinheiro, algo incomum nas últimas edições, para algumas provas, como o revezamento 4x50 metros livre misto, e também para os donos dos melhores índices técnicos da competição. Os valores variam de R$ 500 a R$ 4.000,00 e serão distribuídos por um novo patrocinador da CBDA. 

Na disputa, que terá eliminatórias às 9h30 e finais às 18h, o Troféu Brasil terá as presenças de Fratus, Guilherme Costa, o "Cachorrão", e João Gomes Junior. Por outro lado, terá as baixas de Etiene Medeiros e Nicholas Santos.

Mas o principal desfalque será o Pinheiros. Atual pentacampeão do torneio, o clube paulistano decidiu não enviar sua delegação de 38 atletas em razão do aumento recente de casos de covid-19 em São Paulo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.