Nathália Brígida leva prata em competição de judô em Lisboa

O Brasil subiu ao pódio uma vez neste sábado no Aberto Europeu de Lisboa, que faz parte do calendário do Circuito Mundial de Judô. Nathalia Brígida faturou a medalha de prata na categoria até 48kg, se mantendo na cola da campeã olímpica Sarah Menezes na luta por uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2016, e confirmando seu bom momento numa temporada em que foi medalhista de bronze no Pan e semifinalista no Mundial.

Estadão Conteúdo

10 de outubro de 2015 | 18h25

Nathália Brígida perdeu a final da categoria ligeiro para a também brasileira Taciana Lima, que defende as cores da Guiné-Bissau, ao sofrer duas punições. Com isso, Brigida ela vai somar 60 pontos no ranking mundial. Na lista, ela está em 20º lugar, com 809 pontos, enquanto a campeã olímpica é a 14ª com 1.099.

Para chegar à decisão, Nathália Brigida passou pela portuguesa Maria Siderot e pela belga Anne Shopie Jura na diferença de punições e aplicou um ippon na espanhola Cinta Garcia Mesa nas semifinais. Com a vitória na disputa do ouro, Taciana Lima se confirmou como algoz das brasileiras em Lisboa, pois nas oitavas de final bateu Gabriela Chibana.

Em sua primeira competição internacional após ficar mais de um ano se recuperando de uma lesão, Mariana Barros (63kg) perdeu na disputa do bronze. Ela aplicou um ippon na espanhola Sarai Padilla Guerrero na sua estreia, mas perdeu na sequência para a britânica Amy Livesey. Na repescagem, se recuperou ao vencer por wazari a espanhola Andrea Sebastian. Mas na disputa pelo bronze, acabou sendo batida por yuko pela russa Daria Davydova. Na mesma categoria, Ketleyn Quadros caiu nas oitavas de final para a britânica Lucy Renshall por um shidô.

Bárbara Timo (70kg) estreou com vitória por ippon sobre a portuguesa Ana Sena. Nas quartas de final, derrotou a francesa Margaux Pinot na diferença de punições. Nas semifinais, sofreu um ippon da alemã Laura Vargas Koch. Na disputa pelo bronze, a russa Irina Gazieva se deu melhor. Outra brasileira na categoria, Amanda Oliveira perdeu na estreia para a equatoriana Vanessa Chala.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.