Náutico vence Goiás em casa, mas segue fora do G4 da Série B

O Náutico saiu de campo contra o Goiás na quarta colocação do Campeonato Brasileiro da Série B após a vitória por 1 a 0, em partida realizada na noite desta terça-feira, na Arena Pernambuco, pela 35.ª rodada. No entanto, viu, dos bastidores nos vestiários, o Bahia derrotar o Sampaio Corrêa nos acréscimos e tirá-lo do G4.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

08 de novembro de 2016 | 23h53

Com o resultado, o Náutico ficou na quinta colocação, com 57 pontos, a dois de Avaí, Vasco da Gama, e Bahia, todos com 59. O líder Atlético-GO soma 67. O Goiás, por sua vez, cumpre tabela nas últimas rodadas e ficou na 14.ª posição, com 44.

Apesar da posse de bola, o Náutico não conseguiu encaixar seu estilo de jogo para superar a forte marcação do Goiás. Pressionado para retornar ao G4, o clube pernambucano sofreu para criar boas oportunidades, já que muito de seus jogadores estavam apagados. A melhor chance saiu apenas no final, quando Vinícius tabelou com Bergson e exigiu grande defesa do goleiro Márcio.

O Goiás, só cumprindo tabela, jogou mais solto e teve duas grandes chances de abrir o placar. Na primeira, Carlos Eduardo recebeu na entrada da área e chutou para a defesa de Júlio César. Na segunda, o camisa 9 recebeu belo passe de Walter de frente para o gol. O arqueiro da equipe pernambucana cresceu novamente e salvou o Náutico de sair atrás do marcador.

O segundo tempo foi de muito equilíbrio, até o desespero bater no Náutico, que foi com tudo para cima do Goiás. Rony deu uma linda bicicleta, mas parou no goleiro Márcio. Foi só Givanildo de Oliveira colocar Maylson no jogo para que o time pernambucano abrisse o marcador. Em sua primeira jogada, o meia driblou dois adversários e chutou de bico para o fundo das redes.

Após o gol, o Náutico recuou para tentar segurar o resultado. O Goiás foi para cima e por pouco não estragou a festa adversária. Aos 37 minutos, Léo Gamalho cabeceou para grande defesa de Júlio César. Na sequência, David Duarte teve a chance do jogo, mas jogou pela linha de fundo.

Na próxima rodada, o Goiás enfrenta o Joinville na sexta-feira, às 20h30, no Estádio Olímpico, em Goiânia (GO). No sábado, o Náutico visita o Avaí, às 17h30, no Estádio da Ressacada, em Florianópolis (SC).

FICHA TÉCNICA

NÁUTICO 1 X 0 GOIÁS

NÁUTICO - Julio Cesar; Joazi, Rafael Pereira, Igor Rabello e Gastón; João Ananias, Rodrigo Souza (Maylson), Marco Antônio (Tiago Adan) e Vinícius; Rony e Bergson (Negretti). Técnico: Givanildo Oliveira.

GOIÁS - Márcio; Felipe Macedo, David Duarte e Alex Alves (Léo Gamalho); Sueliton, Adriano, Léo Sena, Walter e Juninho; Carlos Eduardo (Patrick) e Rossi (Murilo Henrique). Técnico: Gilson Kleina.

GOL - Maylson, aos 26 minutos do segundo tempo.

ÁRBITRO - Alisson Sidnei Furtado (TO).

CARTÕES AMARELOS - Gastón Filgueira, Rony e Rodrigo Souza (Náutico); Rossi (Goiás).

RENDA - R$ 147.730,00.

PÚBLICO - 8.991 pagantes.

LOCAL - Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata (PE).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.