NBA pode realizar parte de seus jogos na Europa

Segundo David Stern, comissário da Liga, também é possível que haja um time europeu na disputa

Michael Szabo, da Reuters,

10 de outubro de 2007 | 10h48

A NBA pode começar a fazer alguns de seus jogos no exterior, aproveitando a popularidade do basquete norte-americano, e é possível que haja mesmo um time europeu na disputa, segundo David Stern, comissário da liga. Kevin Garnett, que já foi escolhido em dez vezes entre os destaques da NBA, e o seu Boston Celtics enfrentarão o Minnesota Timberwolves em uma pré-temporada com ingressos já esgotados na arena O2, em Londres, na primeira visita da NBA a Londres em 12 anos, parte de uma turnê européia. "Já jogamos em Istambul, Roma e agora Londres. Foram sucessos impressionantes", disse Stern a jornalistas na terça-feira. A turnê de 12 dias inclui sete jogos em seis cidades de quatro países. "Com um ginásio lotado e a publicidade [que está sendo gerada pela turnê], parece que estamos chegando a uma platéia muito mais receptiva", disse Stern, referindo-se ao jogo de Londres. "Estou nessa há tempo suficiente para ver quando os astros se alinham. Eles ainda não estão [alinhados], mas já dá para começar a sentir", afirmou, referindo-se à possibilidade de que surja uma equipe européia para a NBA. O comissário disse que a Olimpíada de 2012, em Londres, será um bom indicador do potencial desportivo da capital britânica. "Adoraríamos ver a equipe de basquete do Reino Unido jogando na Olimpíada de 2012 e indo bem. Vai estabelecer um novo parâmetro. Achamos que o Reino Unido vai se juntar ao mundo do basquete, e isso é bastante animador para nós." Stern afirmou à Reuters que Londres seria forte candidata a receber uma franquia da NBA, mas provavelmente só depois de 2012. O prefeito de Londres, Ken Livingstone, prometeu fazer "qualquer coisa que a liga quiser que eu faça para apoiar" a idéia. Londres é atualmente um destino popular para os esportes norte-americanos. A NHL (liga de hóquei) fez os dois jogos de abertura da temporada na arena O2, e a NFL (futebol americano) fará um jogo regular da sua temporada no recém-reconstruído estádio de Wembley no final de outubro. Todos esses eventos já estão com ingressos esgotados. Os jogadores se dividem quanto à perspectiva de um time europeu na NBA. Paul Pierce, capitão do Boston Celtics, relutou quando questionado sobre se jogaria no exterior. "É difícil dizer. Estou tão acostumado a estar perto da minha família e dos meus amigos...", disse ele à Reuters durante um treino. "Talvez quando minha carreira acabar." Mark Blount, pivô do Timberwolves, foi mais receptivo. "Serei o primeiro a me apresentar. Vamos embora!"

Tudo o que sabemos sobre:
NBA

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.