Nelsinho fecha o time no Rio

Corinthians vai usar contra-ataque para pontuar diante do Fluminense

Fábio Hecico, O Estadao de S.Paulo

03 de outubro de 2007 | 00h00

Nelsinho Baptista chegou à conclusão de que, com Vampeta, o Corinthians perde nas jogadas aéreas e na marcação. Então, resolveu tirar o volante e promoveu outras três mudanças no time. Após uma semana de trabalho, o treinador também observou que é hora de jogar fechado e apelar para contra-ataques. Chega do discurso otimista de ''''partir para cima dos rivais''''. Com cinco derrotas seguidas, a ordem para a equipe hoje, diante do Fluminense, às 21h45, no Maracanã, é pontuar; para tanto, até empate serve. Acesse e acompanhe online a partida de hoje, a partir das 21h45A aposta do treinador é a de recuperar a eficiência na defesa, setor que, no início do Brasileiro, sofreu dois gols em seis rodadas. Por isso, terá a formação Fábio Ferreira (no lugar de Fábio Braz), Zelão (substitui Vampeta) e Betão. ''''Acompanhei o Fábio no Paulista. É um zagueiro rápido e sabe sair pelo lado'''', disse Nelsinho. ''''Com estes três, mais o Carlos Alberto (herdou a vaga de Bruno Octávio, com lombalgia) e o Moradei, vamos dar maior liberdade para os alas e os meias.''''Vale tudo para salvar o Corinthians do rebaixamento. Apelar para palestra motivacional e até papo isolado ao pé do ouvido. Nelsinho está incomodado, como definiu, por ver a equipe na 18ª colocação. Mas abdicou de fazer contas. Sua tática é simples: elogiar o grupo e passar confiança geral. ''''Tive conversas individuais'''', revelou. ''''Todos foram claros ao falar que a equipe já foi diferente, teve outra postura frente ao Sport (derrota por 2 a 1). Todos mostraram disposição e maior preocupação com o coletivo.''''Ao mesmo tempo em que está preocupado com o futuro, o técnico já notou ''''evolução'''' no trabalho e resolveu estimular os jogadores. Por isso, avisa, nada de ficar com medo da torcida. ''''Todos sabem que serão valorizados no resultado positivo. Não quero ver ninguém se preocupando em quem vai ser o culpado por algo'''', disse. ''''Fiz uma blindagem nesse sentido. Sabemos o que pode acontecer (de ruim), mas não vamos ficar pensando na manifestação do torcedor, nem na eleição, se vai fazer frio ou chover. Quero todos focados no Fluminense.''''O meia Ailton, com nova chance entre os titulares (jogará no lugar de Éverton Santos), entrou no clima da palestra do novo comandante. ''''O Corinthians não pode, não deve e não vai cair'''', garantiu, confiante. ''''O Corinthians fora da Primeira Divisão é igual a tomar caipirinha sem colocar o limão. Não dá.''''O Corinthians conta com a solidariedade de Renato Gaúcho. O treinador do Fluminense admitiu ontem que sente muito pelo momento ruim do adversário. ''''É duro, já passei por isso'''', comentou. ''''Mas essa situação se deve à falta de planejamento.'''' O técnico, porém, garante que o Flu fará sua parte: ''''Jogar para vencer''''. O meia Thiago Neves, sem contrato, foi barrado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.