Nelsinho volta e busca espaço como novato

Sem lugar na F-1, filho de Piquet retoma a carreira hoje na Truck (caminhonete), categoria menor da Nascar

Milton Pazzi Jr., O Estado de S.Paulo

18 de fevereiro de 2011 | 00h00

Depois de um ano e quase sete meses, o brasileiro Nelsinho Piquet recomeça hoje à noite sua vida como piloto profissional. Ele estreia na Nascar 2011, na categoria Truck (caminhonetes), naquela que será sua primeira temporada completa depois do escândalo do GP de Cingapura 2008 de Fórmula 1, quando bateu de propósito por ordem da Renault para que o companheiro Fernando Alonso vencesse.

Um novo mundo com o qual Nelsinho demonstra estar se adaptando em pouco tempo - o que não significa que terá resultados rápidos. Vai correr o ano todo em pistas principalmente ovais e começou bem nas 250 milhas de Daytona. Nos treinos livres de ontem, mostrou velocidade: foi o segundo mais rápido na primeira sessão e 19.º na segunda, quando mudou completamente o acerto de seu Chevrolet Silverado.

Sua principal preocupação é o consumo de pneus, com o tempo morno/frio previsto para as 100 voltas da prova. Ele explica de maneira geral as diferenças entre os carros. "Eu preciso aprender as nuances de movimento da caminhonete e saber exatamente como as mudanças afetam o carro, já que não é algo a que eu estou acostumado. Também tenho de me acostumar com as características de cada pista e entender como as diferentes variações, sejam do clima e da luz do dia, afetam a pista."

Novato do ano. As boas voltas no superspeedway - pista litorânea de 2,5 milhas (4 quilômetros) de extensão - reforçam a evolução do brasileiro. Em sua última prova, em 25 de setembro do ano passado em Las Vegas, foi o 20.º. E sua equipe, a Kevin Harvick Inc., tem o tetracampeão Ron Hornaday, considerado um dos favoritos a ganhar o título de campeão.

"Sabendo o tipo de equipamento que a KHI utiliza e o sucesso que eles obtiveram no passado, acho que é razoável pensar que posso ser campeão nesta temporada. Este vai ser um ano competitivo na Truck Series, mas, se eu conseguir ganhar uma ou duas corridas e for consistente o suficiente em meu desempenho para ganhar o prêmio de hookie (Novato do Ano), a temporada será um sucesso", comenta. A corrida de hoje terá transmissão pelo canal Speedy a partir das 22h30 (de Brasília).

PARA LEMBRAR

Nelsinho Piquet tem 25 anos e viu as portas da Fórmula 1 serem fechadas para si no fim de 2009, quando revelou participação em uma fraude cometida pela Renault no GP de Cingapura do ano anterior. Demitido, Piquet denunciou à FIA que bateu seu carro na curva 17 de propósito naquela corrida para provocar a entrada do safety car e facilitar a vitória do companheiro Fernando Alonso. Em 2010, o brasileiro participou de algumas corridas na Nascar, além de torneios de kart e Stock Car.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.