Divulgação - CBAt
Divulgação - CBAt

Nelson Prudêncio está em coma profundo

Triplista, dono de duas medalhas olímpicas, tem um câncer no pulmão

O Estado de S. Paulo

21 de novembro de 2012 | 14h39

SÃO PAULO - Nelson Prudêncio, ex-recordista mundial do salto triplo, vice-campeão olímpico em 68, na Cidade do México, e bronze quatro anos depois, em Munique, está internado na Casa de Saúde de São Carlos. Recentemente, foi-lhe diagnosticado um câncer pulmonar, o que resultou numa internação. Segundo a filha dele, Cristiana, Prudêncio está em "coma profundo".

Vice-presidente da CBAt, Prudêncio é professor da Universidade Federal de São Carlos e doutor em atletismo pela Unicamp. Segundo o superintendente-técnico da CBAt, Martinho Nobre dos Santos, cogitou-se uma transferência, por via aérea, para um hospital da capital paulista, mas os médicos desaconselharam a medida neste momento.

A disputa pelo ouro no México, em 68, foi uma das mais emocionantes da história do atletismo. O brasileiro, nascido em Lins há 68 anos, participou de uma final durante a qual o recorde mundial foi batido nove vezes ao longo de quatro horas. A marca subiu de 17,03m para 17,37m. Os três protagonistas foram o soviético Viktor Saneyev, Prudêncio e o italiano Giuseppe Gentile. Prudêncio deteve a marca durante alguns minutos ao alcançar 17,27m.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.