Evelson de Freitas/AE
Evelson de Freitas/AE

Nenhuma trégua aos rivais cariocas

Neste Nacional, foram quatro vitórias corintianas e um empate contra os times do Rio; diante do Flu, tabu vem desde 2005

Fábio Hecico, O Estado de S.Paulo

10 de setembro de 2011 | 00h00

O Brasileiro acirra, a cada rodada, a disputa Rio-São Paulo pelo título. E brigar com os rivais de estado só traz motivação e mais confiança ao líder Corinthians para o jogo com o Fluminense, amanhã, às 16 horas, no Engenhão. Em cinco confrontos com os cariocas neste campeonato, foram quatro vitórias e um empate, com nove gols marcados.

Defender o tabu no Rio significa ter boas chances de manutenção da liderança por mais um rodada - desde que o São Paulo e o Vasco não façam goleadas fora dos padrões nacionais.

Mas o Alvinegro sonha ainda mais alto. Em seu retorno ao Rio, após 52 dias, espera acabar com o efeito gangorra e, depois de quase dois meses, voltar a vencer duas partidas seguidas.

Foi nos 2 a 0 sobre o Botafogo, em São Januário, em 20 de julho, a última vez que o líder ganhou em série - era a sua sétima vitória consecutiva.

Mesmo ciente da dificuldade que encontrará contra o atual campeão brasileiro, que vem de três vitórias e promete lotar o estádio, a ordem é não se intimidar com a pressão e repetir o bom futebol apresentado quinta-feira, nos 2 a 1 sobre o Flamengo.

"No futebol, dificilmente um time conquista o resultado sem desempenho. A vitória diante do Flamengo foi especial e espero que o time repita essa boa apresentação", afirmou Tite.

Atento ao bom momento do tricolor carioca, o comandante antecipou a concentração da equipe para ontem, a fim de evitar euforia exagerada após 2 a 1 no Flamengo, controlar alimentação e dar descanso ao grupo. Ele não quer repetir o erro após os 3 a 2 no Atlético-MG, também em bela virada, na qual liberou o time no dia seguinte e a empolgação do grupo acabou custando derrota diante do Figueirense.

A ordem é respirar o Fluminense. Ver vídeos, entrevistas dos oponentes, ter apenas o jogo - para Tite "nova decisão" - na mente. "São oito times, salvo alguma exceção, na briga pelo título. E os que chegaram agora (Flu e Inter) vão estar fortes até final", disse o técnico.

Não faz muito tempo, Tite chegou a pedir desculpas para Abel Braga por ter "esquecido" de citar o Flu entre os favoritos.

O corintiano, porém, não quer saber de temor, mesmo que necessário, ao Fluminense. Tudo pelo fato de o líder não perder para os cariocas desde 26 de junho de 2005: 1 a 0 em Mogi Mirim, com portões fechados, gol de Gabriel. De lá para cá, foram sete vitórias e cinco empates.

No primeiro turno, o Corinthians ganhou, no Pacaembu, por 2 a 0. Ano passado, quando brigaram até o fim pela taça, foram dois triunfos, 1 a 0 em casa e 2 a 1 no Engenhão.

CORINTHIANS X FLU

1 a 0 foi o placar da última derrota para o Flu, em 2005, em Mogi Mirim

2 a 0 foi o resultado do confronto no 1º turno, a favor do Corinthians

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.