Ney deve manter Ganso e Jadson

Ney Franco gostou da postura do time contra o São Bernardo e promete repetir a dose diante do Bragantino, amanhã. Com isso, o sistema 4-4-2, com Ganso e Jadson, deve ser mantido. "A tendência é essa. Jogamos com a bola no pé, marcamos bem e tivemos uma vitória convincente. Desta forma existe a possibilidade de o Ganso atuar junto com o Jadson", diz o treinador.

O Estado de S.Paulo

22 de março de 2013 | 02h04

Os próprios jogadores reconheceram que a equipe pode ser eficiente nessa formação, depois de o treinador ter escalado três atacantes em alguns momentos e até três zagueiros (como contra o Arsenal de Sarandí, na Argentina).

"A equipe teve poucos erros e todo mundo ajudou na marcação. Esperamos fazer um bom jogo na próxima partida e conquistar os três pontos", afirma Rafael Toloi. Para o zagueiro, o grande segredo foi a dedicação na defesa dos homens da frente, como Ganso, Jadson e Wallyson. "Independente do esquema, se todos ajudarem na marcação, as coisas vão dar certo", conclui. PAULO FAVERO

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.