Ney Franco confirma Ganso contra o Náutico

A torcida do São Paulo, enfim, poderá ver Paulo Henrique Ganso em campo. O técnico Ney Franco confirmou logo depois da derrota para o Grêmio que o meia será opção no banco de reservas na partida contra o Náutico, marcada para o próximo domingo, no Morumbi.

O Estado de S.Paulo

12 de novembro de 2012 | 02h04

O jogador, que custou R$ 23,9 milhões, valor referente aos 45% dos direitos econômicos que eram do Santos, ainda fará um último teste na quinta-feira, quando participará de um jogo-treino no CT da Barra Funda. Caso não sinta nada, Ganso será relacionado para a partida. "A tendência é que ele fique como opção", confirmou Ney Franco.

O São Paulo pode garantir no jogo contra o Náutico sua presença na pré-Libertadores. A vaga direta na fase de grupos - destinada ao vice-campeão - ficou praticamente impossível depois da derrota para o Grêmio.

O resultado, segundo o goleiro Rogério Ceni, foi justo. Na avaliação do capitão, que marcou o 106º gol da carreira, o time parou no segundo tempo. "O Grêmio jogou mais do que nós no segundo tempo. Não marcamos como deveríamos, olhamos muito eles jogarem. Foram mais incisivos e mereceram."

O atacante Luis Fabiano concordou com o goleiro. "Demos muito espaço para o Grêmio jogar. Sabíamos da pressão, da dificuldade. O Grêmio foi superior no segundo tempo e nós não soubemos jogar."

O discurso foi reforçado pelo atacante Osvaldo. "Saímos na frente do placar e tínhamos o jogo na mão. Deixamos o Grêmio gostar do jogo e isso complicou. Demos espaço para o time deles e não conseguimos sair para o jogo", disse o jogador, que sofreu um pênalti e, no começo do segundo tempo, foi substituído.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.