Neymar garante que fica. Até julho

Craque diz que não deixa Santos até a Libertadores de 2012 e a Olimpíada, mas evita falar sobre o segundo semestre

SANCHES FILHO / SANTOS, ESPECIAL PARA O ESTADO, O Estado de S.Paulo

20 de setembro de 2011 | 06h04

Neymar disse inúmeras vezes preferir a felicidade ao dinheiro e que não sairá do Santos na próxima janela (janeiro de 2012), durante os 15 minutos da coletiva de imprensa de ontem à tarde. O garoto chegou sorridente, com boné virado para trás e acompanhado de assessores à sala de entrevistas do CT Rei Pelé, e se mostrou surpreso pelo batalhão de jornalistas que estava a sua espera - aproximadamente 70 profissionais, inclusive repórteres e fotógrafos dos jornais esportivos AS e Marca, da Espanha.

"Boa tarde. Casa lotada, caramba!". Neymar mostrou-se tranquilo em boa parte da coletiva e só se embaraçou ao ser perguntado sobre os exames a que foi submetido na noite de sexta-feira no Hospital São Luiz, em São Paulo, com a presença de Carlos Diez, médico-chefe do Real Madrid. "Foi exame familiar. Vocês não vão querer saber o que está acontecendo. É da minha família, não vou abrir para vocês."

O xodó santista também se esquivou diante da pergunta se garantia que não se apresentaria ao Real Madrid em agosto de 2012, após a Olimpíada de Londres. "Até lá tem chão para pensar, resolver. Quem sabe o Santos faz uma proposta melhor para eu ficar. O que foi cravado é que não saio na próxima janela." E, rindo, confirmou que muitas propostas têm chegado ao Santos para contratá-lo.

Neymar até recorreu ao testemunho de jornalistas que fazem a cobertura do Santos há mais tempo para reforçar a sua resposta de que já foi "vendido" várias vezes. "Essa é mais uma. Não adianta mais eu falar, sendo que sempre vão perguntar o mesmo. Acho que vou ter de trazer um gravador para não precisar ficar repetindo a mesma coisa. Não estou acertado com nenhum clube, mas vão continuar perguntando e eu vou responder o mesmo. É o certo, é o que está decidido."

Ele também disse que a palavra final sobre a transferência será sua e de seu pai. "Todos sabem que é ele quem cuida de tudo para mim. Eu sei de tudo o que se passa, mas é o meu pai quem toma conta." E sobre qual seria a sua escolha entre Real Madrid e Barcelona, nem pensou para responder. "É a felicidade. É o que mais importa. Estou com a minha família e com meus amigos. E eu estando feliz, é o que mais importa."

O ídolo santista afirmou que sempre diz a verdade e não arriscou garantir que vai continuar no Santos no segundo semestre de 2012. "Não sei nem se vou jogar amanhã." Ele só surpreendeu ao afirmar que não teria lugar nos dois gigantes espanhóis. "Se você olhar o time do Real Madrid só tem craques. E no Barcelona também, nem é preciso falar. Por isso acho que não teria lugar em nenhum dos dois".

A respeito da disputa entre os dois principais clubes espanhóis pelo seu futebol, Neymar usou a resposta ensaiada, dizendo que se sente lisonjeado e que vai continuar trabalhando para que não apenas Real e Barcelona, mas outros clubes de fora continuem interessados nele.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.