Hélvio Romero/AE - 19/08/2011
Hélvio Romero/AE - 19/08/2011

Neymar: vencer é o que importa

Santos não joga bem, mas consegue resultado positivo contra o Bahia

, O Estado de S.Paulo

22 de agosto de 2011 | 00h00

Os jogadores do Santos preferiram valorizar a primeira vitória fora de casa da equipe neste Campeonato Brasileiro e deixa em segundo plano a pressão que o time sofreu, além da fraca atuação técnica. "Todos estão de parabéns pela vitória. Nos outros jogos, nós corremos, lutamos, mas não vencemos. O que importa é o resultado", disse Neymar.

Para o atacante, o principal objetivo para o Santos, agora, é continuar a reação. "Temos duas partidas muito complicadas, contra o Fluminense (quarta-feira, em jogo válido pela oitava rodada) e contra o São Paulo, pela última rodada. O Brasileirão é muito difícil e essa é a hora de continuar a nossa recuperação.""

O lateral-esquerdo Léo também seguiu o raciocínio do companheiro, embora não tenha deixado de reconhecer as deficiências do time. "Jogamos abaixo do que poderíamos, mas conseguimos vencer. Essa vitória vai ser importante para afastarmos essa fase ruim", comentou.

Para o técnico Muricy Ramalho, a partida foi boa para quem gosta de futebol. "Foi excelente, um jogo aberto, em que os dois (times) buscavam o ataque. A vitória é importante para dar confiança. O time precisa de encontrar novamente".

O atacante Borges considera que o resultado de ontem em Salvador marcará o início de uma nova fase para o Santos na competição. "Era importante voltar a vencer. Fundamental para nossas pretensões nesse momento. Precisamos melhorar para crescer no segundo turno", disse.

O goleiro Rafael, substituído no intervalo depois de um corte profundo acima do supercílio, levou oito pontos no rosto, mas passa bem. "Não é de hoje que ele está de parabéns", elogiou Neymar.

Veja também:

linkSantos vence na marra e deixa a zona de rebaixamento

linkMuricy cobra mais gols de Ganso 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.