A. J. Mast / The New York Times
A. J. Mast / The New York Times

NFL amplia protocolos contra covid-19 para o restante da temporada, com máscaras em treinos e testes

Das 32 franquias da liga de futebol americano, 28 tomam mais medidas de proteção; 95 jogadores já testaram positivo para o novo coronavírus

AFP, O Estado de S.Paulo

19 de novembro de 2020 | 08h00

A Liga Nacional de Futebol Americano (NFL) reforçou seus protocolos contra a pandemia com restrições mais rígidas que entrarão em vigor no próximo sábado para tentar mitigar a disseminação do coronavírus.  As medidas, que vão durar até o final da temporada, incluem obrigar os jogadores a usarem máscaras durante os treinos, um limite de tempo estrito de 15 minutos por pessoa no vestiário e garantir que todos os jogadores e treinadores tenham um teste negativo no dia anterior antes de poder entrar nas instalações do clube.

"Já foi dito muitas vezes que nossa temporada de 2020 não pode ser 'normal' porque nada neste ano é normal", disse o comissário da NFL, Roger Goodell, em um comunicado. "A flexibilidade e adaptabilidade têm sido críticas para nosso sucesso até agora e devemos continuar com essa abordagem."

A liga também disse que 28 das 32 equipes já adotaram medidas temporárias mais rígidas devido à covid-19. "Os próximos feriados, que começam com o dia de Ação de Graças na quinta-feira da próxima semana, irão apresentar novos riscos de exposição que devemos abordar agora", disse Goodell. "Como temos um programa de testes diários altamente sofisticado, sabemos quando o vírus entra em nossas instalações, o que ressalta a importância do rastreamento de contatos e outras etapas para minimizar os contatos próximos dentro de uma instalação".

Outros protocolos incluem: todas as reuniões realizadas virtualmente, exceto ao ar livre ou com aprovação prévia para ambientes internos; o uso de vestiários é desencorajado nos dias em que não há jogos; levar refeições e limites de 10 jogadores em ginásios de cada vez. De acordo com os últimos resultados dos testes anunciados pela liga no início desta semana, 95 jogadores e 175 membros da equipe testaram positivo até o dia 14 de novembro desde que começou o monitoramento, em agosto.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.