Ezra Shaw/AFP
Ezra Shaw/AFP

NFL conhece finalistas das conferências Nacional e Americana

Decisões vão reunir três quarterbacks que já conquistaram o Super Bowl; Andrew Luck é o ‘intruso’ contra Rodgers, Tom Brady e Wilson

Renan Fernandes, O Estado de S. Paulo

12 de janeiro de 2015 | 08h27

Estão definidos os finalistas das duas conferências da NFL. New England Patriots encara o Indianapolis Colts pela Conferência Americana enquanto o Seattle Seahawks vai enfrentar o Green Bay Packers pela Conferência Nacional. As duas partidas acontecem no próximo domingo e os vencedores de cada jogo disputam o Super Bowl XLIX , no  University of Phoenix Stadium, no Arizona, dia 1º de fevereiro. Confira como as equipes conquistaram suas vagas.

New England Patriots 35 x 31 Baltimore Ravens

No sábado, o estádio Foxborough, em Massachusetts, foi palco de uma partida histórica. Depois de estar duas vezes com uma desvantagem de 14 pontos no placar, o New England Patriots conseguiu virar sobre o Baltimore Ravens, por 35 a 31, e garantir sua vaga na final da Conferência Americana.

A vitória dos mandantes foi a 20.ª na carreira do técnico Bill Belichick nos playoffs, mesma marca de Tom Landry. Outro que bateu um recorde importante foi Tom Brady. O quarterback dos Patriots além de correr para um touchdown e conquistar 367 jardas, passou para três TDs e chegou aos 46 na pós-temporada, um a mais que o lendário Joe Montana, ex-jogador dos San Francisco 49ers.


A partida começou favorável para o Baltimore, que marcou 14 a 0 com dois passes de Joe Flacco: um para Kamar Aiken e outro para o experiente Steve Smith. A reposta dos mandantes veio com uma corrida de quatro jardas de Brady para um TD e um lançamento para Danny Amendola para igualar o marcador. Antes do intervalo a defesa do Baltimore conseguiu uma interceptação no marido da modelo Gisele Bündchen. A roubada de bola se transformou em mais sete pontes, graças a uma conexão de Flacco para Owen Daniels dentro da end zone dos Patriots.

Na volta dos vestiários, Flacco conseguiu seu quarto TD no jogo, com passe para o runnning back Justin Forsett. Rob Gronkowski cortou a diferença para sete pontos e depois a equipe dos Patriots fez a jogada mais plástica da partida. Brady deu um passe para o wide receiver/retornador Julian Edelman. O versátil jogador, QB na Universidade de Kent State, lançou uma bola de 51 jardas para Danny Amendola empatar a partida.

O Baltimore votou a ter a liderança no placar com um field goal de Justin Tucker. Mas Brady conseguiu outro TD, desta vez para o novato Brandon LaFell, que deu números finais para o confronto.

"Tivemos duas vezes separados por 14 pontos. Estes caras fizeram um bom trabalho em voltar a diferença para sete o mais rápido que puderam", disse Flacco na conferência de imprensa.

Já Edelman destacou que o mais difícil de sua jogada com Amendola não foi a execução, mas sim a oportunidade para fazê-la. "Nós tivemos que treinar durante 10 semanas até os treinadores finalmente chamá-la."

Seattle Seahawks 31 a 17 Carolina Panthers

Na primeira partida do domingo, a forte defesa do Seattle Seahawks acabou com o sonho do Carolina Panthers chegar à final da Conferência Nacional. O resultado de 31 a 17 no CenturyLink Field acaba com um tabu na NFL. Desde 2006 uma equipe campeã do Super Bowl não vencia um jogo de pós-temporada.

Depois de duas ‘decisões’, contra Atlanta Falcons, para garantir a vaga na fase decisiva, e na primeira rodada dos playoffs, contra o Arizona Cardinals, a equipe de Cam Newton (246 jardas, dois touchdowns e duas interceptações ) não conseguiu passar por Richard Sherman (uma interceptação) e por Kam Chancellor. O camisa 31, apelidado pelos companheiros de Batman, terminou o jogo com 11 tackles, uma interceptação retornada 90 jardas para o touchdown e uma das mais curiosas tentativas de bloquear um field goal.

"Eles me chamam de Batman. Eu sou o cavaleiro das trevas. E eu não preciso colocar ou mudar de roupa", brincou Chancellor depois do jogo.

Já as ações ofensivas dos Seahawks foram comandadas por Russell Wilson (268 jardas e três touchdowns), que quebrou o recorde de passe mais longo da franquia para um TD nos playoffs, com um lançamento de 63 jardas para o wide receiver Jermaine Kearse.

Green Bay Packers 26 x 21 Dallas Cowboys

Uma polêmica decisão da arbitragem decidiu a vitória do Green Bay Packers sobre o Dallas Cowboys no Lambeau Field, por 26 a 21. A equipe de Wisconsin agora decide a Conferência Nacional com o Seattle Seahawks, no próximo domingo, no CenturyLink Field.

A classificação para a decisão veio depois do técnico dos Packers, Mike McCarthy, desafiar uma recepção de 31 jardas de Dez Bryant, em uma quarta decida, que deixou a equipe dos Cowboys na linha de uma jarda para marcar o TD da classificação. A arbitragem entendeu que o wide receiver não tinha controle da bola, reverteu a marcação para passe incompleto e devolveu a posse de bola para os 'cabeças de queijo'.

'Algumas pessoas pensam que jogar a bandeira vermelha é divertido', disse McCarthy. 'Foi um jogo com tanto impacto, eu tinha que contestar (a recepção). Foi um desafio confiante e esperançoso também.'

Outro destaque dos Packers foi o QB Aaron Rodgers. Ainda se recuperando de uma lesão na panturrilha, sofrida há duas semanas, o camisa 12 teve uma partida consistente: 317 jardas aéreas e três TDs. Os principais alvos aéreos de Rodgers foram Randall Cobb e Davante Adams, ambos com 117 jardas recebidas.

Pelos Cowboys, Tony Romo acertou 75% dos passes tentados para 191 jardas e dois TDs. No jogo terrestre, DeMarco Murray correu para 123 jardas e anotou um touchdown.

Denver Broncos 13 x 24 Indianapolis Colts

O Indianapolis Colts surpreendeu o Denver Broncos em pleno Sports Authority Field at Mile High, no Colorado, com vitória por 24 a 13 e fará a final da Conferência Americana contra o New England Patriots, no próximo domingo, no Foxborough. A equipe de Indiana foi a única que disputou o wild card a chegar às finais de divisão.

Depois de perder o Super Bowl XLVIII, em 2014, Peyton Manning volta a ser derrotado em um jogo de playoff. O QB dos Broncos teve uma partida discreta contra sua antiga equipe, foram apenas 211 jardas e um TD, e viu seu sucessor Andrew Luck conseguir sua segunda vitória na história da pós-temporada.

Apesar do resultado positivo, os Colts sofreram com muitos erros. Luck acertou 27 passes dos 43 tentados, conseguiu 265 jardas e dois touchdowns, mas acabou sendo interceptado por duas vezes. O veterano kicker Adam Vinatieri, de 42 anos, também acabou falhando ao errar um field goal de 44 jardas.

'Ofensivamente estamos fazendo jogadas suficientes para colocar alguns pontos no tabuleiro. Grande noite . Estou orgulhoso de fazer parte dos Colts nesta vitória', disse Luck no fim do duelo.

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.