SJC
SJC

Projeto cria coleção de NFTs para gerar experiências com fãs do surfe no mundo

Os cards foram geradas de modo programático e hospedadas na blockchain Ethereum e vão ter suas emissões de carbono compensadas

Redação, O Estado de S.Paulo

02 de junho de 2022 | 20h00

O recém-criado Surf Junkie Club é um projeto que aposta na inovação para conectar surfistas no mundo todo. Por isso, criou uma coleção de NFTs, assinada pelo designer Marcello Serpa, com o objetivo de criar uma comunidade no esporte, gerando acesso e experiências para os fãs do surfe. NFT é a sigla para non fungible token (token não fungível), que não pode ser copiado. Trata-se de uma certificado de autenticidade digital.

Entre as propostas que serão apresentadas em breve está uma oferta de experiências exclusivas como acesso a piscinas de ondas, resorts e barcos em locais internacionais de surfe, interação com lendas do esporte, criação especializada de conteúdos e um mercado de produtos oficiais da marca Surf Junkie Club. 

Também será disponibilizada a chance de participar e colaborar com membros do SJC em um canal da rede Discord para propostas e debate de ideias para o clube e também para questões sociais e ambientais. Estará acessível somente para as carteiras com pelo menos uma “Surf Junkie NFT” e após o dia da venda aberta das NFTs ao público.

Os NFTs trazem características como pranchas, cabelos, roupas e acessórios. Eles foram geradas de modo programático e hospedadas na blockchain Ethereum e vão ter suas emissões de carbono compensadas e funcionarão também como credenciais de acesso ao clube e ao mundo do surfe. Cada “Surf Junkie NFT” poderá ser comercializado após o dia da venda aberta ao público no Open Sea, onde estão hospedados algumas das maiores coleções de sucesso, como o “Crypto Punks” e o “Bored Ape Yatch Club” (BAYC).

Tudo o que sabemos sobre:
surfeNFT

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.