Nigeriana é 2.º caso de doping do Mundial de Atletismo

Amaka Ogoegbunam foi flagrada nas semifinais dos 400 m com barreira e dispensou a contraprova

AE, Agência Estado

21 de agosto de 2009 | 12h56

A Federação Internacional das Associações de Atletismo (Iaaf, na sigla em inglês) afirmou que a nigeriana Amaka Ogoegbunam foi flagrada em exame antidoping realizado durante o Mundial de atletismo, que está sendo disputado em Berlim. Por isso, a atleta foi suspensa provisoriamente. Ela ia participar do revezamento 4 x 400 metros.

Veja também:

especial MUNDIAL - Leia todas as notícias do torneio

forum QUIZ - Participe do teste sobre o Mundial

tabela CALENDÁRIO - Todos os eventos e horários

Ogoegbunan foi eliminada nas semifinais dos 400 metros com barreiras, disputada na terça-feira. Nick Davies, porta-voz da Iaaf, disse nesta sexta que a atleta nigeriana deu positivo para o esteroide metenolona, depois da prova. Ele revelou também que a atleta descartou a realização de uma contraprova, o que pode ser entendido como uma admissão de culpa.

Amaka Ogoegbunam é o segundo caso de doping do Mundial de Atletismo. O marroquino Jamal Chatbi, que havia se classificado para a final dos 3 mil metros com obstáculos, teve detectada a presença do anabolizante clembuterol em exame realizado no último sábado.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.