No bar alvinegro, festa dos VIPs

Inauguração do estabelecimento faz sucesso e reúne 'fieis' para acompanhar mais uma vitória do time

Ana Paula Garrido, O Estadao de S.Paulo

18 de março de 2010 | 00h00

Mesmo sem combinar antes, a maioria foi de uniforme, ou ao menos de preto e branco, como se fosse o ingresso para a entrada. O estilo mais elegante, porém, não combinava com o de quem vai ao estádio. O público que compareceu à inauguração do bar do Corinthians, estaria pronto para entrar em qualquer estabelecimento de show.

Os torcedores pagaram R$ 15 (mulheres) e R$ 25 (homens) para participar da festa. "Não tem coisa melhor, só corintiano", comemorou o estudante de engenharia Leando Caffeu Lopes, antes mesmo de saber se conseguiria ou não entrar - ele não havia conseguido fazer reserva, mas se arriscou. Deu certo. Às 20h30, as reservas foram liberadas para os outros fanáticos.

Aos poucos, a casa foi lotando e o pessoal observando a decoração, com direito até a uma imagem de São Jorge. Porém, faltando 10 minutos para começar a partida, a tranquilidade deu lugar a hinos e gritos, os mesmos ecoados nas arquibancadas. Às 21h50, uma onda de vaias tomou conta do ambiente. Motivo? As 15 tevês e dois telões não transmitiam imagens da partida.

Os ex-jogadores convidados - mais um motivo para atrair o público -, também não haviam chegado até o primeiro lance de perigo, que levantou o público. Marcelinho Carioca só chegou às 22h20 e sem uniforme: com camisa listrada de branco e rosa.

Com dois ambientes, a ideia era ter torcedor sentado em cima e em pé, no andar debaixo, "para parecer mais com arquibancada", explicou um dos idealizadores do projeto, Renato Lucena. Boa parte da "geral", no entanto, preferiu ficar na parte superior, com o restante da torcida.

A maioria das 70 mesas, que acomodou 900 pessoas, estava ocupada por copos ou pratos. Sinal de que o público do "estádio vip" não se preocupava em gastar. Valeu a festa.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.