Divulgação/CBV
Divulgação/CBV

No Brasil, vôlei de praia prioriza atletas medalhistas olímpicos

Veteranos na areia, as duplas Ricardo/Emanuel e Márcio/Fábio são os escolhidos para o Grand Slam que acontecerá em Barueri

Estadão Conteúdo

22 Setembro 2014 | 15h13

Ricardo/Emanuel e Márcio/Fábio Luiz voltaram dos Jogos de Pequim com medalha no peito. Seis anos depois, são os veteranos as novidades que o vôlei de praia brasileiro vai apresentar na sua etapa de Grand Slam, que começa terça-feira em Barueri, na região metropolitana de São Paulo.

O Brasil tem direito a seis duplas em cada naipe na sua etapa do Circuito Mundial, com quatro na chave principal e outras duas partindo do qualifying. A CBV (Confederação Brasileira de Vôlei), que determina as duplas inscritas, resolveu surpreender e dar uma chance a Márcio/Fábio Luiz colocando os veteranos direto na chave principal.

Márcio Araújo está com 40 anos, ficou 2013 inteiro sem jogar o Circuito Mundial e voltou a chamar atenção quando refez a dupla com Ricardo para conquistar o título do último Circuito Brasileiro. Já Fábio Luiz, de 35 anos, não disputa uma partida de Circuito Mundial desde 2011. Eles retomaram a dupla há um mês.

Ricardo (39 anos) e Emanuel (41) já disputaram juntos as duas primeiras etapas da temporada 2014/2015 do Circuito Brasileiro, faturando um ouro e uma prata. Eles não jogam juntos o Circuito Mundial desde 2009. As outras duplas garantidas na chave principal de Barueri são Pedro Solberg/Álvaro Filho, que venceu o primeiro Grand Slam que disputou, em Stare Jablonki (Polônia), e Alison/Bruno Schmidt, melhor do País no Circuito Mundial.

No feminino, Talita e Larissa, que estão invictas há 25 jogos e ganharam os últimos quatro torneios que jogaram, começam na chave principal, assim como Ágatha/Bárbara Seixas e Juliana/Maria Elisa. Na quarta vaga, a CBV decidiu dar chance à dupla formada por Lili e Rebecca. Esta rejeitou disputar um Mundial de base no ano passado e foi dispensada da seleção. Depois, ficou grávida e se tornou mãe. Só voltou às competições no último fim de semana e, mesmo assim, vai ganhar chance direto na chave principal.

Fernanda Berti/Taiana parte do qualifying enquanto as irmãs Maria Clara e Carol, que voltaram a jogar juntas, ficam de fora da competição. No masculino, estão no qualifying Evandro/Vitor Felipe e os garotos Allison Francioni/Guto, campeões mundiais sub-23 no ano passado e medalhistas de prata na etapa de Niterói (RJ) do Circuito Brasileiro, no último domingo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.