Divulgação
Divulgação

No frio inglês, Renan Barão se esforça para perder peso para UFC Londres

Brasileiro coloca em disputa no sábado o cinturão interino do peso galo contra o americano Michael McDonald

BRUNA TONI, enviada especial, O Estado de S.Paulo

13 de fevereiro de 2013 | 02h05

LONDRES - Em novembro de 2011, quando Renan Barão veio à Inglaterra pela primeira vez para participar do UFC, o centro das atenções não era ele. Mas, embalado por sua estreia vitoriosa no maior evento de MMA do mundo, em maio daquele mesmo ano, o lutador brasileiro ganhou destaque ao finalizar o dono da casa Brad Pickett aos 4 minutos do primeiro round, conquistando o prêmio de melhor luta da noite.

Mais de um ano depois, o potiguar de 25 anos volta a pisar em solo inglês para mais um duelo. Só que agora o desafio é muito maior. Protagonista da luta principal do evento que ocorre neste sábado, na Arena Wembley, em Londres, Barão coloca em jogo seu cinturão interino do peso galo no confronto diante do norte-americano Michael McDonald.

Em Londres desde ontem, ele garante que está tranquilo para a luta. Acostumado com o calor do Rio Grande do Norte, onde nasceu, e do Rio de Janeiro, onde mora, seu primeiro adversário é a temperatura de 2°C da cidade inglesa. "Estou preparado para a luta, treinei bastante para isso. O problema mesmo vai ser o frio", brinca o lutador.

Outra preocupação de Barão é bater o peso correspondente à sua categoria (61 kg). Como a pesagem oficial ocorre só na sexta-feira, os lutadores ainda têm tempo para entrar em forma e se adequar às regras do UFC. "Vou treinar mais ainda em Londres, preciso chegar ao peso certo. Isso é a coisa mais difícil agora", revela o brasileiro.

Notícias relacionadas
Tudo o que sabemos sobre:
esportesUFCRenan BarãoLondres

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.