No Grêmio, Luxemburgo tem quatro desfalques

O Grêmio ainda corre atrás da vice-liderança no Campeonato Brasileiro, posição que manda o time direto para a fase de grupos da Taça Libertadores, sem ter de passar pela inconveniente pré-classificação. Para chegar ao segundo posto do Nacional, a equipe gaúcha tem de vencer hoje o São Paulo no Estádio Olímpico e ainda torcer por um tropeço do Atlético-MG diante do Vasco, hoje, em São Januário.

O Estado de S.Paulo

11 de novembro de 2012 | 02h06

A tarefa não é fácil e pode ficar ainda mais difícil em razão dos desfalques do time. Vanderley Luxemburgo não conta com o zagueiro Werley, suspenso, e pode ficar sem o também defensor Gilberto Silva, o meia Elano e o atacante Kleber, todos com problemas físicos.

O treinador vai escalar Naldo e Saimon na zaga, mas não revela quem entrará nas demais posições no meio e ataque. Marco Antônio é cotado para a vaga de Elano e Leandro pode herdar a posição de Kleber.

No treinamento de ontem, Marcelo Moreno foi poupado. O centroavante boliviano só correu ao redor do gramado do Olímpico, mas deve começar o jogo ao lado de Leandro na dupla de frente.

Depois de enfrentar o São Paulo em casa, o Grêmio visita a Portuguesa no Canindé, no fim de semana, partida considerada como decisiva para o time gaúcho na corrida pela vice-liderança do campeonato.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.