CBDA/Site oficial
CBDA/Site oficial

No Japão, natação brasileira faz ambientação para o Pan-Pacífico

A delegação brasileira chegou à cidade de Sagamihara, localizada a 70 quilômetros de Tóquio, no início desta semana

Estadão Conteúdo

02 Agosto 2018 | 21h44

A seleção brasileira de natação já está no Japão para o seu principal desafio da temporada: o Pan-Pacífico, que será realizado em Tóquio, a partir da próxima quinta-feira, e terá a participação de 16 atletas selecionados no Troféu Brasil Maria Lenk, que medirão forças com as principais potências do mundo na modalidade.

Bruno Fratus sofre lesão no ombro e é cortado do Pan-Pacífico

Brasil garante 62 vagas em 8 modalidades para os Jogos Pan-Americanos

A delegação brasileira chegou à cidade de Sagamihara, localizada a 70 quilômetros de Tóquio, no início desta semana para fazer a ambientação. Alberto Silva, um dos técnicos da seleção, elogiou a estrutura, que também está prevista para ser usada no treinamento para os Jogos Olímpicos de 2020.

"Nossas condições de trabalho são excelentes. A estrutura é muito boa. Acredito que, pelo que temos visto nestes primeiros dias, o pessoal está nadando rápido. Agora é finalizar o processo de adaptação ao fuso, o que já era previsto, mas até o Pan-Pacífico já estará normatizado", disse o treinador.

O Brasil mescla juventude com experiência na sua delegação, que perdeu Bruno Fratus por lesão. Nomes como Pedro Spajari, Guilherme Costa, Vinicius Lanza e Marco Antonio Júnior se firmaram na seleção brasileira dividindo espaço com João Gomes Júnior, Marcelo Chierighini, Luiz Altamir e Leonardo de Deus, que já fazem parte da equipe há alguns anos.

"Estamos vendo uma seleção brasileira muito unida. Um torcendo pelo outro. estamos muito entrosados e um incentivando o outro. Nós, que somos mais experientes, vemos a garotada chegando e isso nos dá mais força. Conseguimos passar algumas coisas para eles e aprender com eles também", ressaltou Leonardo de Deus, um dos experientes.

A competição começa na próxima quinta-feira e terá a participação de 17 países nas piscinas japonesas. Argentina, Austrália, Bahamas, Canadá, China, Ilhas Cook, Colômbia, Equador, Guam, Ilhas Marianas, Nova Zelândia, Omã, Palau, Peru, Filipinas, Tailândia e Estados Unidos são os adversários dos representantes do Brasil na disputa.

 

 

Mais conteúdo sobre:
natação

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.