No jogo da reabilitação na Série B, Oeste leva a melhor sobre o Luverdense

Na busca pela reabilitação e por posições dentro da Série B do Campeonato Brasileiro, o Oeste se deu melhor ao vencer o Luverdense por 1 a 0, nesta tarde de sábado, no estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT), pela 14.ª rodada.

Agência Estado, Estadão Conteúdo

02 de julho de 2016 | 18h46

Vindo de derrota para o Bahia, por 2 a 0, em Salvador (BA), o time paulista chegou aos 19 pontos, em 12.º lugar. O time do Mato Grosso, que tinha perdido para o Náutico, por 1 a 0, em Pernambuco, continua com 20 pontos, em 10.º.

O Oeste foi bem melhor no primeiro tempo, mantendo seu estilo de jogo de muita posse de bola e movimentação. O Luverdense tentou fazer uma marcação pressão lá na frente, tentando forçar o goleiro Felipe Alves estourar a bola. Ele até ficou apertado em duas ou três ocasiões, mas não correu riscos e aliviou bem.

Esta estratégia do time da casa ainda abriu espaços para que o Oeste tivesse maior volume de jogo e amadurecesse o seu gol. Aos 19 minutos, Ricardo Bueno fez a ligação para Matheus Vargas, dentro da área. Ele cortou um zagueiro com o pé direito e bateu cruzado de esquerda. Bela jogada.

Aos 30 minutos, o jogo teve uma parada técnica para hidratação. Isso devido ao calor de 33ºC, mesmo porque o jogo começou uma hora mais cedo em relação ao horário de Brasília. O técnico Júnior Rocha tentou acertar seu time, mas quase que o Oeste ampliou aos 35 minutos. Maurinho driblou Paulinho e bateu de esquerda para a defesa de Gabriel Leite, que pôs a escanteio.

No segundo tempo, o Luverdense voltou com mudanças e foi para a pressão. Entraram Baggio e Erik nos lugares, respectivamente, de Da Matta e Sérgio Mota. Depois, aos 12 minutos, entrou Tozin, ainda fora de forma, para o lugar de Régis. O time ganhou espaço e força, tanto que quase empatou num chute de Baggio que Felipe Alves espalmou.

Mas, bem antes disso, logo no primeiro minuto, a história poderia ter sido diferente caso Ricardo Bueno, de cabeça, não perdesse um gol na pequena área. Mandou a bola por cima do travessão. De repente, o que se viu a partir dos 10 minutos foi um jogo de ataque do Luverdense contra a defesa do Oeste. O time paulista sentiu muito o desgaste físico, mesmo assim segurou o importante resultado.

Os dois times voltam a jogar somente no outro final de semana pela 15.ª rodada. O Luverdense vai até Santa Catarina para enfrentar o Criciúma, sexta-feira, às 19h15, enquanto no sábado, às 16 horas, o Oeste vai receber o Bragantino, na Arena Barueri, num duelo paulista.

FICHA TÉCNICA

LUVERDENSE 0 X 1 OESTE

LUVERDENSE - Gabriel Leite; Raul Prata, Everton, Wallace e Paulinho; Ricardo, Jean Patrick, Régis (Tozin) e Sérgio Mota (Douglas Baggio); Da Matta (Erik) e Hugo. Técnico: Júnior Rocha.

OESTE - Felipe Alves; André Castro, Bruno Silva e Velicka; Danielzinho, Betinho, Léo Artur e Matheus Vargas (Wellington); Maurinho, Ricardo Bueno (Francis) e Crysan (Marcus Vinícius). Técnico: Fernando Diniz.

GOL - Matheus Vargas, aos 19 minutos do primeiro tempo.

ÁRBITRO - Igor Júnio Benevenuto (MG).

CARTÕES AMARELOS - Ricardo (Luverdense); Danielzinho e André Castro (Oeste).

RENDA - R$ 2.300,00.

PÚBLICO 1.083 pagantes.

LOCAL - Estádio Passo das Emas, em Lucas do Rio Verde (MT).

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.