No Morumbi, um jogo 'amistoso' antes da decisão

Com a cabeça na partida contra o Atlético-MG, pela Libertadores, o São Paulo enfrenta o XV de Piracicaba com reservas

FERNANDO FARO, O Estado de S.Paulo

13 de abril de 2013 | 02h07

Negar que o São Paulo pensa apenas na partida contra o Atlético-MG, pela Libertadores, seria ir contra o óbvio. Antes de decidir seu futuro na competição continental, no entanto, o time enfrentará o XV de Piracicaba, às 18h30, no Morumbi, apenas para cumprir tabela no Campeonato Paulista. Já garantido como dono da melhor campanha da primeira fase, o Tricolor tenta encontrar motivação para uma partida que não mudará em nada os rumos da temporada.

Até por isso, a equipe que estará em campo será formada basicamente por reservas - a exceção será Jadson, que está suspenso na Libertadores e voltará após ser poupado na última rodada. Outro que estará de volta é Denilson, liberado do último compromisso para resolver problemas particulares na Inglaterra. A prioridade é descansar os titulares e evitar lesões desnecessárias para aquela que é a competição prioritária do ano.

A falta de motivação dos jogadores para a partida de hoje é compensada pela esperança deles de conquistar um lugar no time que enfrentará o Atlético. Como Ney Franco mais uma vez deixou aberta a possibilidade de fazer alterações na quarta, quem estiver em campo hoje tentará ganhar pontos com o chefe. "Todo mundo está querendo jogar e a motivação é buscar espaço. Acho que um jogo como esse vale para cavarmos nossas chances e ganharmos oportunidades durante os jogos da temporada", disse Denis, que substituirá Rogério Ceni mais uma vez.

Ao menos para dois atletas, o jogo contra o XV terá valor especial. Rodrigo Caio, cotado para jogar na quarta, terá mais uma chance na briga com Paulo Miranda pela vaga na lateral direita. "O Paulo é um grande amigo e sempre me ajudou muito, a concorrência é sadia." Já Denilson precisa apagar a má impressão deixada na derrota para o The Strongest, em que perdeu a bola que originou o primeiro gol e não deu combate no segundo. Ele é favorito na briga com Fabrício, que estará a seu lado hoje.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.