Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Estadão Digital
Apenas R$99,90/ano
APENAS R$99,90/ANO APROVEITE

No Olímpico, Grêmio fala em 'paciência'

O Grêmio vai precisar superar um de seus maiores problemas, a dificuldade de marcar gols em times fechados, para vencer o Figueirense hoje, às 16h, no Olímpico, e se manter na quarta colocação do Brasileirão. A posição é ameaçada pelo maior rival, o Internacional - O Tricolor tem 31 pontos e o Colorado 30.

ELDER OGLIARI / PORTO ALEGRE, O Estado de S.Paulo

19 de agosto de 2012 | 03h08

Sem o lateral-esquerdo Pará e o atacante Kleber, suspensos, o técnico Vanderlei Luxemburgo pode mudar o time em diversas posições. As opções para a lateral-esquerda são a escalação do reserva imediato, Anderson Pico, ou a improvisação do lateral-direito Edilson ou do volante Léo Gago na vaga. No ataque, Leandro e André Lima disputam o lugar de Kleber. O meia Marquinhos tem chances de entrar no lugar do volante Fernando, em má fase, para tornar o time mais ofensivo.

Depois da derrota para a Portuguesa, por 2 a 1, na quarta-feira, no Olímpico, Luxemburgo vem afirmando que o time tem que ser paciente e manter a concentração para furar retrancas nos jogos em Porto Alegre.

Figueirense. Após perder em casa para o Santos, os catarinenses precisam de um bom resultado contra o Grêmio para tentar sair da lanterna da competição.

Para esse jogo, o técnico Hélio dos Anjos não poderá contar com os volantes Túlio e Jackson, suspensos. Em contrapartida, o meia Doriva e o atacante Loco Abreu, que estava na seleção do Uruguai, estão à disposição do treinador.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.