Ivan Alvarado/Reuters
Ivan Alvarado/Reuters

Bia Ferreira sobe ao ringue buscando vaga na final do boxe no Pan

Em seu primeiro Pan-Americano, boxeadora já briga para conquistar uma medalha

Marcio Dolzan, O Estado de S.Paulo

30 de julho de 2019 | 13h09

Uma das favoritas do Brasil a um pódio nos Jogos Pan-Americanos de Lima, a boxeadora Bia Ferreira sobe ao ringue na noite desta terça-feira, em busca de uma vaga na final da categoria até 60kg de boxe. E a adversária, a norte-americana Rashida Ellis, é uma das oponentes mais difíceis da pugilista brasileira.

"Já lutei com todas elas (que estão no Pan), e já ganhei de todas. Tenho uma derrota para a americana, então está um a um. Vamos desempatar agora", disse Bia ao Estado. A luta entre as duas está marcada para acontecer a partir das 20h30 (pelo horário de Brasília).

Se vencer a norte-americana, Bia Ferreira ficará mais próxima do objetivo que traçou antes mesmo de embarcar para Lima. "É o meu primeiro Pan e sei que é uma competição muito importante. Sei que as meninas do boxe ainda não conseguiram um ouro, então já está na hora. Vai ser comigo", afirmou, repetindo reiteradas vezes que ia ao Peru não em busca de um pódio, mas sim da medalha de ouro.

A boxeadora brasileira tem tido ótimos resultados este ano - conquistou três torneios e foi vice em outro -, e quer manter a escrita no Peru. "A importância para o atleta é sempre igual, (seja) Sul-Americano, Pan-Americano. É menor que uma Olimpíada, mas a importância é a mesma", considerou Bia Ferreira.

Para Entender

Pan-Americanos 2019: saiba como assistir ao torneio que será disputado em Lima

Competição vai ter transmissão ao vivo na TV aberta, fechada e online

Além de ampliar a coleção de medalhas, a pugilista espera ajudar na popularização do esporte entre as mulheres. "A gente vem com resultados no feminino, de 2016 pra cá, com muitas vitórias. O boxe feminino está ganhando seu espaço. Acho que até Tóquio vamos conseguir igualar o masculino neste esporte que é tão bonito, mas ainda não tão valorizado", declarou.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.