No subúrbio da infância, o orgulho dos moradores

Desde que se tornou o Fenômeno, Ronaldo pouco aparece no bairro de Bento Ribeiro, subúrbio da zona norte do Rio, onde nasceu. Mas nem precisa. Sua imagem está por todo os lados, como no campo de areia e terra no qual começou a jogar ou na casa onde morou, que ainda pertence à família e é facilmente encontrada graças a um desenho do craque pintado no chão. Além disso, são várias as histórias e recordações dos moradores. A volta de Ronaldo ao Brasil só reascendeu a idolatria pelo ex-morador. "Quero ser Ronaldo", diz Kayque Peixoto, de 11 anos e o sonho de ser jogador.Nas ruas de Bento Ribeiro, o craque é reverenciado como rei. Os moradores falam, com orgulho, sobre o passado do atacante. "O Ronaldo era bem magrinho e jogava muita bola desde moleque. Era muito rápido e sempre foi goleador", recorda Josenildo Francisco da Silva, 39 anos, o Bellot. "Lembro dele jogando, devia ter uns 13, 14 anos, enfrentando uma garotada mais velha. Ele passava por todo mundo e até achavam que ele era mais velho."Um dos locais onde Ronaldo já demonstrava sua rara habilidade ainda existe. Fica próximo à casa onde morou, um campo de areia e terra batida conhecido então como "sangue-areia". "A molecada jogava descalça e sai sangue do pé mesmo. Naquela época era tudo aberto, o campo era maior", conta Bellot. Sem ter como pagar passagem de trem de Bento Ribeiro a São Cristóvão, Ronaldo pulava o muro da estação e viajava de graça. "Todo mundo via o Ronaldo fazer isso, mas tinha um tio que era da polícia ferroviária e deixava...", conta Roger Barata de Albuquerque, 41 anos, primo do atacante, que ocupa a casa onde o craque morou, agora reformada e ampliada. Por ironia, um dos vizinhos de Ronaldo em Bento Ribeiro é o atacante Souza, seu reserva no Corinthians. "Esse vem sempre aqui, até hoje faz seus churrascos em frente ao campo sangue-areia", diz Bellot.

Vítor Marques, RIO, O Estadao de S.Paulo

20 de maio de 2009 | 00h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.